Mesmo com autorização, missas continuam suspensas até 15 de junho em Londrina

Weslley Lemos
Cotidiano | Publicado em 22/05/2020 às 18:19

Foto: Arquivo/Tarobá

Mesmo com a liberação do Governo do Estado para realização de cerimônias religiosas, a Arquidiocese de Londrina decidiu manter as missas com a presença de fiéis suspensas até o dia 15 de junho. A decisão foi tomada após uma reunião do clero, sendo válida para paróquias de outros municípios da região. 

Segundo a nota divulgada pela Arquidiocese, especialistas que atuam na cidade foram ouvidos. Foram considerados o aumento no número de casos confirmados do coronavírus no município, o fato dos hospitais como referências para várias cidades e o fluxo de pessoas nos municípios que fazem parte da Arquidiocese. 

"Vamos continuar mantendo esta cooperação das comunidades católicas com a Vigilância Sanitária e a sociedade em vista da vida para todos, especialmente dos mais indefesos. Continuemos alimentando a fé do nosso povo com o anúncio da Palavra de Deus, Celebrações Eucarísticas online, a devoção a Nossa Senhora, a Igreja Doméstica, a Comunhão Espiritual e a Caridade", afirma a nota. 

Pastores
O Conselho de Pastores Evangélicos de Londrina e Região Metropolitana recomendou que todas as igrejas sigam rigorosamente a resolução nº 734/2020, da Secretaria da Saúde do Estado. Com isso, estão permitidos cultos e celebrações, porém, respeitando as novas regras. 

Entre as medidas, as igrejas precisam respeitar as orientações para preservação do afastamento físico entre as pessoas. De acordo com a resolução, no espaço destinado ao público deve ser observada a ocupação máxima de 30%, garantido o afastamento mínimo de dois metros entre as pessoas. Durante as celebrações devem ser disponibilizadas preferencialmente cadeiras e bancos de uso individualizado, em quantidade compatível com o número máximo de participantes autorizados para o local.

Prefeitura
O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP), afirmou nesta sexta-feira (22) que as igrejas e templos religiosos estão autorizados a funcionar na cidade. Em entrevista coletiva, ressaltou que as atividades religiosas estavam proibidas pelo Governo do Estado. Com a nova resolução do Estado, não há necessidade de autorização pela executivo municipal ou pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (Coesp). 



Relacionados

Cascavel | 25-05-2020 16:36

Em prol do meio ambiente, Cascavel instala 160 lixeiras na região do Centro

Em prol do meio ambiente, Cascavel instala 160 lixeiras na região do Centro

Foz do Iguaçu | 25-05-2020 16:03

Sanepar faz desinfecção do terminal urbano de Foz do Iguaçu

Sanepar faz desinfecção do terminal urbano de Foz do Iguaçu

Cascavel | 25-05-2020 15:42

Empresários do ramo de eventos pedem retomada das atividades

Empresários do ramo de eventos pedem retomada das atividades

Toledo | 25-05-2020 14:53

Ex-diretor de esportes de Toledo, Klaus Fuchs é encontrado morto

Ex-diretor de esportes de Toledo, Klaus Fuchs é encontrado morto