Rondonenses já faltaram a nove mil consultas agendadas neste ano

Redação Tarobá News
Cotidiano | Publicado em 23/08/2019 às 14:55

Apesar de terem realizado agendamento, rondonenses faltaram a 9.145 consultas e procedimentos neste ano, segundo dados referentes ao período de 1º de janeiro até o último dia 16. Os dados foram compilados pela Secretaria Municipal de Saúde.

O recorde em não comparecimento é do Posto de Saúde Loteamento Augusto José Alves de Araújo, com 788 ausências. Depois aparecem Jardim Primavera, com 781 faltas, e o Jardim Botafogo, com 752 agendamentos concluídos, mas não atendidos pela ausência dos pacientes.

A secretária de Saúde de Marechal Cândido Rondon, Marciane Specht, lamenta a alta quantidade de absenteísmo em relação às consultas. Isto porque, conforme ela, prejudica toda uma cadeia: desde um cidadão comprometido que fica na fila mais tempo até ser atendido, passando pelos recursos públicos aplicados no pagamento aos profissionais da saúde.

Marciane recomenda que caso a pessoa não consiga comparecer à consulta, ela deve cancelar o agendamento no prazo indicado até 24 horas antes do procedimento médico. Exames de baixa complexidade devem ser agendados e feitos no bairro onde o cidadão reside, enquanto para consulta de média e alta complexidade o interessado ou familiar precisa se dirigir ao setor de regulação junto à prefeitura para agendar o atendimento.

Leia matéria completa em: O Presente



Relacionados

Cascavel | 17-01-2020 15:40

Relatório diário de pacientes aguardando leitos

Relatório diário de pacientes aguardando leitos

Londrina | 17-01-2020 15:35

Aeroporto de Londrina ultrapassa marca de 1 milhão de passageiros em 2019

Aeroporto de Londrina ultrapassa marca de 1 milhão de passageiros em 2019

Londrina | 17-01-2020 15:00

Moradores estão revoltados com falta de recape em rua na zona leste de Londrina

Moradores estão revoltados com falta de recape em rua na zona leste de Londrina

Londrina | 17-01-2020 14:40

Prevendo 'epidemia explosiva', prefeitura prepara campanha contra dengue

Prevendo 'epidemia explosiva', prefeitura prepara campanha contra dengue

PUBLICIDADE