Abimaq: não há política econômica que favoreça os investimentos

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 03/08/2017 às 20:20

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), João Carlos Marchesan, voltou a criticar nesta quinta-feira, 3, a equipe econômica do governo federal, liderada pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Em evento de celebração dos 80 anos da associação, que conta com a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ele disse que falta uma política econômica que favoreça os investimentos e ofereça juros menores que as taxas de retorno do setor.

Marchesan declarou também que as contas públicas estão longe do ajuste fiscal prometido. "Enquanto isso, estamos administrando a escassez de empregos, de investimentos, de oportunidades, quando o mais importante seria administrar as dores do crescimento, da abundância."

Apesar disso, o presidente da Abimaq ressaltou que confia na volta do crescimento, "porque ninguém segura esse País, somos mais fortes que qualquer crise".

Marchesan disse ainda que a associação apoia as reformas econômicas do governo de Michel Temer, mas declarou que "precisamos de mais Brasil e menos Brasília".



Relacionados

Economia | 21-08-2018 11:50

BNDES tem hoje percepção clara sobre sigilo bancário, diz diretor

BNDES tem hoje percepção clara sobre sigilo bancário, diz diretor

Economia | 21-08-2018 11:15

Aneel aprova 3 reajustes acima de 15%, sendo o maior da Elektro, de 24,42%

Aneel aprova 3 reajustes acima de 15%, sendo o maior da Elektro, de 24,42%

Economia | 21-08-2018 11:10

Inadimplentes atingem 61,6 milhões de brasileiros em julho, diz Serasa

Inadimplentes atingem 61,6 milhões de brasileiros em julho, diz Serasa

Economia | 21-08-2018 10:50

Geração eólica bateu novo recorde horário no domingo, diz Abeeólica

Geração eólica bateu novo recorde horário no domingo, diz Abeeólica

PUBLICIDADE