Economia

Economia

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, com setor de energia pressionado


Bolsas da Europa fecham sem sinal único
Foto: Divulgação

As bolsas europeias fecharam sem sinal único nesta quarta-feira, 14, mas na maioria em queda. O forte recuo do petróleo durante o pregão no continente pressionou o setor de energia, em um dia ruim também para ações de vários bancos. Além disso, dados fracos dos Estados Unidos e a cautela antes da decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) contribuíram para a fraqueza em boa parte das praças.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,12% (0,46 pontos), em 388,29 pontos.

As bolsas locais chegaram a operar em alta pela manhã, em uma sessão positiva para o setor de tecnologia, que registrou recuperação na terça em Nova York. A fraqueza do petróleo e alguns dados fracos americanos, como o de vendas no varejo e a inflação ao consumidor, porém, motivaram a perda de fôlego nos mercados europeus. Além disso, continua a haver expectativa pelas notícias do Reino Unido, onde a primeira-ministra Theresa May negocia para formar um governo e seguir no poder.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em baixa de 0,35%, em 7.474,40 pontos, na mínima do dia. A petroleira BP teve queda de 1,82% e a Bahamas Petroleum recuou 12,80%. Entre os bancos, Lloyds e Barclays fecharam com queda de 1,01% e 1,36%, respectivamente.

Em Frankfurt, o índice DAX fechou com ganhos de 0,32%, em 12.805,95 pontos. No setor bancário, Commerzbank caiu 1,48% e Deutsche Bank recuou 1,86%. Já E.ON avançou 2,05%, Deutsche Post subiu 2,53% e Bayer teve avanço de 1,29%.

Na Bolsa de Paris, o CAC-40 recuou 0,35%, a 5.243,29 pontos. ArcelorMittal caiu 1,90% e Vallourec teve baixa de 0,42%, entre as ações mais negociadas. A petroleira Total teve queda de 1,57%.

O índice FTSE-MIB, da Bolsa de Milão, fechou em baixa de 0,61%, a 20.960,55 pontos. Entre os bancos italianos, Intesa Sanpaolo caiu 0,31% e UniCredit teve queda de 2,16%. A petroleira ENI, por sua vez, teve queda de 1,07%. Fiat recuou 3,05%, mas Telecom Italia avançou 0,18%.

Em Madri, o índice IBEX-35 teve queda de 0,61%, para 20.960,55 pontos. Santander caiu 2,13% e Urbas Grupo Financiero teve baixa de 5,56%. Iberdrola, por outro lado, conseguiu subir 0,57%.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 avançou 0,23%, a 5.315,86 pontos. Banco Comercial Português caiu 0,21%, mas Ibersol teve ganho de 0,73% e Jerónimo Martins avançou 1,32%. (Com informações da Dow Jones Newswires)


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina