Cascavel tem o melhor saldo de emprego desde 2014

Redação Tarobá News
Economia | Publicado em 24/01/2020 às 19:56

A geração de empregos em Cascavel no ano passado apresentou o melhor saldo desde 2014. Os números foram divulgados na manhã de hoje (24) pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), vinculado ao Ministério da Economia.

Os números mostram que no ano passado Cascavel gerou 2.265 vagas de empregos formais - com carteira assinada. Ao longo do ano, foram admitidos 53.215 trabalhadores e demitidos 50.950.

Todos os setores medidos pelo Caged apresentaram saldo positivo, com destaque para o setor de serviços, que criou 1.049 vagas, e a construção civil que gerou 704 postos de trabalho. Depois aparecem o comércio (182) e a agropecuária (181).

Os números de 2019 são os melhores dos últimos cinco anos. Em 2015 e 2016, por exemplo, Cascavel demitiu mais do que empregou. Foram 1.684 vagas fechadas em 2015 e 3.455 no ano seguinte.

A geração de emprego só voltou a dar sinais de recuperação em 2017 quando 871 vagas foram abertas. Em 2018, o número de trabalhadores no mercado formal aumentou com a criação de 1.284 vagas.


Ações

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, João Alberto Soares, o aumento da empregabilidade em Cascavel se deve a vários fatores. Ele cita como exemplos a retomada da construção civil e as condições que Cascavel criou para a capacitação de trabalhadores por meio de cursos profissionalizantes oferecidos por entidades parceiras do Município. "Isso faz com que aumente as oportunidades daquele que estão em busca de um emprego", diz. Proporcionalmente, a construção civil foi a que teve a maior variação positiva, com crescimento de 11,18%.

Ainda de acordo com João Alberto, a safra agrícola também contribui para o aumento do emprego no setor agropecuário com a contratação de trabalhadores para o período da colheita de grãos.


Assessoria 



Relacionados

Economia | 18-02-2020 17:15

Bolsonaro diz ter certeza que Guedes continuará no governo 'até o último dia'

Bolsonaro diz ter certeza que Guedes continuará no governo 'até o último dia'

Economia | 18-02-2020 14:00

Se governo não quer privatizar Correios, que decida logo, diz Maia

Se governo não quer privatizar Correios, que decida logo, diz Maia

Economia | 18-02-2020 13:30

Cade analisará se leva fusão de Boeing e Embraer a julgamento de tribunal

Cade analisará se leva fusão de Boeing e Embraer a julgamento de tribunal

Economia | 18-02-2020 10:15

Petroleiros indicam continuação da greve, após TST considerar movimento ilegal

Petroleiros indicam continuação da greve, após TST considerar movimento ilegal

PUBLICIDADE