Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Dólar oscila com disputa técnica por Ptax

31/05/19 às 10:20 - Escrito por Estadão Conteúdo
siga o Tarobá News no Google News!

Após ter passado de R$ 4,0152 no fechamento da última sexta-feira, dia 24, para R$ 3,9784 na quinta-feira, 30, acumulando queda de 0,92 nesta semana em meio à melhora da percepção política, o dólar no mercado à vista abriu em alta nesta sexta-feira (31) sob influência técnica e da aversão ao risco no exterior.

No entanto, o ajuste para cima perdeu força e a moeda voltou para a estabilidade, na mínima, mas, or volta das 9h40, voltava a exibir leve alta. Já o dólar futuro para julho, o mais negociado a partir de hoje, caiu pontualmente, após uma abertura em alta.

A inversão pontual de sinal para baixo no mercado futuro refletiu pressão de investidores vendidos (principalmente bancos) na disputa em torno da formação da taxa Ptax final de maio, visando melhorar o desempenho de suas posições neste fechamento de mês. Já os investidores estrangeiros carregam as maiores posições cambiais compradas e atuam para sustentar a alta.

Leia mais:

Imagem de destaque
VEJA DICAS

13º salário movimenta quase R$ 600 milhões na economia londrinense

Imagem de destaque
DINHEIRO NO BOLSO

Pagamento do 13º salário injetará R$ 590 milhões na economia londrinense

Imagem de destaque
LEVANTAMENTO

Neste fim de ano, 15% das empresas paranaenses vão contratar temporários

Imagem de destaque
R$ 134 MILHÕES POSITIVO

Londrina termina 2º quadrimestre de 2023 com equilíbrio orçamentário

A Ptax desta sexta-feira será anunciada após as 13h e servirá na próxima Segunda-feira (3) como referência para a liquidação do dólar futuro de junho e os ajustes de contratos cambiais e de swap cambial com vencimentos em meses subsequentes.

No início da manhã foi revelado que a taxa de desocupação no Brasil ficou em 12,5% no trimestre encerrado em abril, levemente abaixo da mediana das estimativas, de 12,6%. A população de pessoas em situação de desalento no trimestre encerrado em abril atingiu o recorde de 4,875 milhões, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) iniciada em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado significa 202 mil desalentados a mais em relação ao trimestre encerrado em janeiro. Em um ano, 199 mil pessoas a mais caíram no desalento. A população desalentada é definida como aquela que estava fora da força de trabalho por não conseguir trabalho, ou não ter experiência, entre outras razões.

Às 9h42, o dólar à vista subia 0,14%, a R$ 3,9838. Na mínima, registrou R$ 3,9753 (-0,08%) e, na máxima, R$ 3,9983 (+0,50%). O dólar futuro para julho voltava a exibir viés de alta de 0,06%, a R$ 3,9840, após já ter oscilado entre mínima em R$ 3,9845 (-021%) e máxima, em R$ 4,008% (+0,38%).

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá