FGV: IPC-S fica em 0,52% em maio e acumula 4,05% em 12 meses

Redação Tarobá News
Economia | Publicado em 01/06/2017 às 08:30

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou o ritmo de alta substancialmente para 0,52% em maio, na comparação com 0,12% em abril, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira, 1º. O resultado ficou dentro do intervalo de expectativas da pesquisa do Projeções Broadcast, de 0,29% a 0,53%, e acima da mediana de 0,46%. No acumulado em 12 meses, o indicador desacelerou ao passar de 4,17% até abril para 4,05% em igual período concluído em maio. No ano, a taxa acumulada é de 2,14%.

Em relação à terceira quadrissemana de maio, o IPC-S também acelerou ao sair de 0,35% para 0,52% na última semana do mês. Das oito classes de despesas analisadas, quatro registraram acréscimo em suas taxas de variação de preços na passagem da terceira leitura para a quarta de maio: Habitação (0,93% para 1,71%), Transportes (-0,15% para 0,08%), Educação, Leitura e Recreação (-0,25% para -0,08%) e Despesas Diversas (0,26% para 0,48%).

Em contrapartida, outros quatro grupos registraram desaceleração entre a terceira e a última quadrissemana de maio: Alimentação (-0,11% para -0,26%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,90% para 0,75%), Comunicação (0,75% para 0,28%) e Vestuário (0,72% para 0,70%).



Relacionados

Economia | 23-05-2018 21:40

Abear avisa que greve vai afetar voos por falta de combustível

Abear avisa que greve vai afetar voos por falta de combustível

Economia | 23-05-2018 21:35

Greve continua ao menos até amanhã, diz presidente de sindicato do DF

Greve continua ao menos até amanhã, diz presidente de sindicato do DF

Economia | 23-05-2018 21:35

Trump instrui Departamento do Comércio a investigar veículos importados

Trump instrui Departamento do Comércio a investigar veículos importados

Economia | 23-05-2018 21:25

Orlando Silva propõe zerar PIS-Cofins do diesel em seu relatório da reoneração

Orlando Silva propõe zerar PIS-Cofins do diesel em seu relatório da reoneração