IR 2019: 48% dos contribuintes de Londrina não entregaram a declaração

Redação Tarobá News
Economia | Publicado em 16/04/2019 às 12:54

Faltando duas semanas para o fim prazo para declaração do Imposto de Renda, 48% dos contribuintes de Londrina ainda não acertaram as contas com a Receita Federal. Das 124 mil declarações esperadas, 53 mil foram enviadas. A cidade está abaixo das médias estadual e nacional. No Paraná 43% dos contribuintes entregaram e em todo país quase 46%.

Para o delegado adjunto da Receita Federal em Londrina, David Oliveira, o feriado no inicio do prazo pode ter atrasado alguns contribuintes. "A partir de agora vamos receber mais declarações. Até dia 30 de abril, quando termina o prazo, esperamos estar com o número previsto", aponta. Quem não cumprir o prazo paga multa que começa em R$ 165.

"Se não há imposto devido, a multa é de R$ 165,74. Já para quem teve imposto devido, a multa é de 1% ao mês, limitada a 20% do imposto devido", alerta.

Tem que declarar imposto de renda quem teve renda tributável acima de R$ 28.559,70 em 2018. Quem ganhou mais de R$ 40 mil isentos e não tributáveis ou tributados na fonte também tem que declarar. Também devem constar, a compra e venda de bens acima de R$ 300 mil. Investimentos em educação regular, empregados domésticos e saúde podem ser deduzidos do imposto de renda. O cálculo é feito automaticamente pelo sistema quando os dados são incluídos.

Neste ano, é preciso incluir da declaração o CPF de todos os dependentes, mesmo os menores de 8 anos de idade.




Relacionados

Economia | 25-04-2019 16:55

'Não existe um dado mínimo', diz Bolsonaro sobre economia fiscal com reforma

'Não existe um dado mínimo', diz Bolsonaro sobre economia fiscal com reforma

Economia | 25-04-2019 16:05

CGU diz que acordos de leniência têm atingido de 65% a 70% dos valores das ações

CGU diz que acordos de leniência têm atingido de 65% a 70% dos valores das ações

Economia | 25-04-2019 15:50

Ramos prevê que reforma será aprovada pelo colegiado ainda no primeiro semestre

Ramos prevê que reforma será aprovada pelo colegiado ainda no primeiro semestre

Economia | 25-04-2019 15:10

'Não prejudica', diz secretário sobre Bolsonaro falar de economia menor

'Não prejudica', diz secretário sobre Bolsonaro falar de economia menor