Meirelles: MP dá maior poder de implementação das medidas por BC e CVM

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 08/06/2017 às 14:45

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, avaliou nesta quinta-feira, 8, que a Medida Provisória que dará mais poder de fiscalização e punição do Banco Central (BC) e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pode inibir infratores de realizar suas ações na área financeira. Questionado sobre se multas mais pesadas previstas na MP poderiam desencorajar irregularidades, ele disse: "Espera-se que sim."

Meirelles salientou que essa medida já estava em andamento dentro do governo "há muito tempo" e faz parte da "agenda normal" de trabalho.

"A MP foi editada de forma normal e, na medida em que exista essa capacidade (prevista na MP), existe a capacidade de implementar medidas e demandar o cumprimento das normas e regulamento, seja da CVM ou do BC", considerou o ministro.

Meirelles fez a avaliação na manhã desta quinta a jornalistas na sede da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em Paris.

Twitter

Novo no Twitter - o ministro estreou sua conta na quarta-feira -, ele disse que vai procurar manter-se ativo na rede social. "Vamos ver se teremos tempo para tuitar mais alguma coisa hoje", considerou.



Relacionados

Economia | 18-08-2018 10:10

Ministro dos Transportes defende prorrogar contratos de concessão de ferrovias

Ministro dos Transportes defende prorrogar contratos de concessão de ferrovias

Economia | 18-08-2018 09:05

Petrobras ataca plano da ANP para diesel

Petrobras ataca plano da ANP para diesel

Economia | 18-08-2018 08:05

Correios vão lançar o "über da entrega"

Correios vão lançar o "über da entrega"

Economia | 17-08-2018 13:26

Consórcio mineiro arremata Hospital Evangélico e faculdade por R$ 259 milhões

Consórcio mineiro arremata Hospital Evangélico e faculdade por R$ 259 milhões

PUBLICIDADE