Oferta global de petróleo avança em maio, diz AIE

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 14/06/2017 às 08:40

O excesso de produção de petróleo no mundo deve permanecer em 2017, à medida que os esforços da Opep para diminuir a oferta encontraram obstáculo nos Estados Unidos, informou a Agência Internacional de Energia nesta quarta-feira.

Em seu relatório mensal de mercado, a AIE informou que a oferta global de petróleo subiu 585 mil barris por dia (bpd) em maio, para 96,69 milhões de bpd. O número foi puxado por aumento da exploração dentro e fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Os altos níveis de armazenamento são um sinal de que há mais petróleo no mundo do que pode ser consumido, ajudando a baixar os preços do petróleo em níveis inferiores aos desejados pela Opep, que controla 40% do mercado mundial.

No mês passado, a organização se juntou com dez outros grandes produtores fora do cartel para diminuir acertar a diminuição da produção até março de 2018. A meta de corte dentro da Opep foi cumprida em 96%.

No entanto, dentro do cartel, a produção aumentou 290 mil bpd em maio, para 32,08 milhões de bpd. O número foi influenciado pela subida da exploração na Líbia e na Nigéria.

Fora da Opep, segundo a AIE, a oferta cresceu 295 mil bpd em maio e a estimativa é de uma alta em 2017 de 700 mil bpd.

Parte deste aumento se deve ao crescimento maior da produção nos Estados Unidos este ano. A estimativa aumentou 90 mil bpd em relação a abril e agora é de 13,1 milhões de bpd em 2017.

"Nós aconselhamos regularmente que a paciência é necessária por parte daqueles que procuram o reequilíbrio do mercado do petróleo", afirmou a AIE.

Para 2018, a produção fora da Opep deve crescer 1,5 milhão de bpd. Já a demanda global por petróleo deve aumentar 1,4 milhão de barris por dia em 2018. Fonte: Dow Jones Newswires.



Relacionados

Economia | 05-10-2018 18:55

Ibovespa tem nova correção antes da eleição e cai 0,76%

Ibovespa tem nova correção antes da eleição e cai 0,76%

Economia | 05-10-2018 18:25

Dólar cai para R$ 3,8560 e tem maior queda semanal desde março de 2016

Dólar cai para R$ 3,8560 e tem maior queda semanal desde março de 2016

Economia | 05-10-2018 17:16

Ações da fabricante de armas Taurus subiram mais de 100% em 60 dias

Ações da fabricante de armas Taurus subiram mais de 100% em 60 dias

Economia | 05-10-2018 16:04

Construtora investigada na Lava Jato ganha licitação milionária para pavimentação de rodovia no Paraná

Construtora investigada na Lava Jato ganha licitação milionária para pavimentação de rodovia no Paraná

PUBLICIDADE