Presidente da CCJ tenta agilizar debate sobre reforma da Previdência

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 16/04/2019 às 13:00

Foto: Agência Brasil

O presidente da Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ), Felipe Francischini (PR), atua nesta terça-feira, 16, nos bastidores tentando agilizar o debate da reforma da Previdência. Há no colegiado mais de 100 inscritos para debater o tema. Com discursos que variam entre 10 e 5 minutos, o trabalho pode levar mais de 20 horas e inviabilizar a votação da admissibilidade da proposta antes do feriado.

Francischini anda pelo plenário com uma lista dos inscritos na mão. "Estou trabalhando para agilizar. Estou conversando por bancada", disse.

Ele afirmou que está vendo com deputados que podem reduzir seu tempo de fala ou se retirar da lista. "Acho que vamos ter uma surpresinha boa", disse.

Mais cedo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que para ele o colegiado tinha de votar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) até a quarta-feira, 17, nem que o colegiado tivesse de funcionar até às 5 horas para que todos os inscritos discursassem.



Relacionados

Economia | 19-04-2019 08:20

Rede social Pinterest estreia na bolsa com alta de 28%

Rede social Pinterest estreia na bolsa com alta de 28%

Economia | 18-04-2019 20:25

Bolsonaro anuncia novo cadastro do seguro-defeso contra fraude

Bolsonaro anuncia novo cadastro do seguro-defeso contra fraude

Economia | 18-04-2019 18:25

Ibovespa sobe 1,39% com melhora de percepção com Petrobras e Previdência

Ibovespa sobe 1,39% com melhora de percepção com Petrobras e Previdência

Economia | 18-04-2019 18:25

Grupos de caminhoneiros decidem por paralisação no dia 29, diz líder

Grupos de caminhoneiros decidem por paralisação no dia 29, diz líder

PUBLICIDADE