PT ameaça ir ao STF se destaques da reforma não forem votados

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 22/10/2019 às 17:15

A bancada do PT no Senado anunciou que pretende entrar no Supremo Tribunal Federal (STF) questionando a votação da reforma da Previdência na Casa. O partido exige que três sugestões de alteração apresentadas no primeiro turno da tramitação no plenário sejam votadas.

Os três destaques questionados foram retirados pelos autores após acordo com o governo. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), se recusou a colocar os itens em votação alegando que, como foram retirados, os itens foram mantidos conforme o texto da reforma.

A bancada petista anunciou que estuda apresentar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo exigindo a votação dos dispositivos após a promulgação da reforma da Previdência.



Relacionados

Economia | 23-01-2020 09:27

IPCA-15 sobe 0,71% em janeiro ante 1,05% em dezembro, afirma IBGE

IPCA-15 sobe 0,71% em janeiro ante 1,05% em dezembro, afirma IBGE

Economia | 23-01-2020 09:14

Abertura de empresas cresce 18,1% em 2019, mas cai no 4º trimestre, diz Boa Vista

Abertura de empresas cresce 18,1% em 2019, mas cai no 4º trimestre, diz Boa Vista

Economia | 23-01-2020 08:55

Consumidores esperam inflação de 5% em 12 meses a partir de janeiro, aponta FGV

Consumidores esperam inflação de 5% em 12 meses a partir de janeiro, aponta FGV

Economia | 23-01-2020 08:42

IPC-S acelera a 0,56% na 3ª quadrissemana de janeiro, revela FGV

IPC-S acelera a 0,56% na 3ª quadrissemana de janeiro, revela FGV

PUBLICIDADE