PT ameaça ir ao STF se destaques da reforma não forem votados

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 22/10/2019 às 17:15

A bancada do PT no Senado anunciou que pretende entrar no Supremo Tribunal Federal (STF) questionando a votação da reforma da Previdência na Casa. O partido exige que três sugestões de alteração apresentadas no primeiro turno da tramitação no plenário sejam votadas.

Os três destaques questionados foram retirados pelos autores após acordo com o governo. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), se recusou a colocar os itens em votação alegando que, como foram retirados, os itens foram mantidos conforme o texto da reforma.

A bancada petista anunciou que estuda apresentar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo exigindo a votação dos dispositivos após a promulgação da reforma da Previdência.



Relacionados

Economia | 21-02-2020 12:30

Carrefour aprova pagamento de R$ 12 milhões em juros sobre capital

Carrefour aprova pagamento de R$ 12 milhões em juros sobre capital

Economia | 21-02-2020 12:00

CCR vence leilão da BR-101 no Sul com deságio de 62%

CCR vence leilão da BR-101 no Sul com deságio de 62%

Economia | 21-02-2020 12:00

Governo reduz de 10% para 8% crédito de IPI para concentrados de refrigerantes

Governo reduz de 10% para 8% crédito de IPI para concentrados de refrigerantes

Economia | 21-02-2020 11:45

Conta de viagens internacionais volta a ter déficit em janeiro, diz BC

Conta de viagens internacionais volta a ter déficit em janeiro, diz BC