Serviços sobem 0,05% no IPCA de maio e acumulam alta de 5,62% em 12 meses

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 09/06/2017 às 10:45

Foto: Divulgação

Os preços dos serviços tiveram alta de apenas 0,05% no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio e acumulam alta de 5,62% em 12 meses, informou nesta sexta-feira, 9, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A alimentação fora de casa subiu apenas 0,06%, segurando os preços do grupo Alimentação e Bebida, que teve deflação de 0,35% em maio - puxada pelo recuo de 0,56% na alimentação em casa.

A coordenadora de Índices de Preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos, destacou que a recessão, o desemprego e a renda em queda puxam a demanda para baixo, com peso nos preços, mas as passagens aéreas também favoreceram a inflação de serviços de maio. Marcadas pela volatilidade, as passagens aéreas caíram 11,81%, puxando o grupo Transportes pra baixo (-0,42%) no IPCA de maio.

"A inflação de serviços é mais resistente", disse Eulina, lembrando que parte da resistência vem da indexação de contratos, que tende a perder força de alta à medida que a inflação arrefece. "O mais relevante é que, de todo modo, os serviços estão acompanhando a linha decrescente da inflação", completou a pesquisadora.



Relacionados

Economia | 17-01-2019 11:16

Proposta prevê benefício menor que o salário mínimo

Proposta prevê benefício menor que o salário mínimo

Economia | 17-01-2019 11:10

Governo Bolsonaro quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria

Governo Bolsonaro quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria

Economia | 17-01-2019 10:55

Juros ganham força com dólar em meio à releitura sobre reforma da Previdência

Juros ganham força com dólar em meio à releitura sobre reforma da Previdência

Economia | 17-01-2019 10:50

Intenção de consumo das famílias cresce 5,1% em janeiro, diz CNC

Intenção de consumo das famílias cresce 5,1% em janeiro, diz CNC