Linha 4

Publicidade

Sistema de Proteção de Crédito da ACIL apresenta queda de 16% dos inadimplentes

Redação Tarobá News

Pixabay

O número de consumidores que tiveram seu nome incluído no indicador do Sistema de Proteção de Crédito da ACIL caiu novamente em fevereiro, diminuindo 16% em relação a fevereiro de 2020. Os inadimplentes estão em queda desde outubro de 2019, quando o índice apresentou alta de 8,7%. A porcentagem leva em conta o número de consumidores que tiveram seu nome incluído no Sistema por deixar de pagar alguma conta. Em janeiro de 2021, a queda registrada foi de 34%.

“Esses números mostram que menos pessoas têm deixado de pagar suas contas na data de vencimento, mas também revela que o número de clientes que tem adquirido bens a prazo no mercado varejista de Londrina apresentou retração, em parte porque muitos estão evitando comprometimento de renda com compras parceladas e em parte porque a falta de renda causada pelo desemprego tira a possibilidade deste consumidor assumir financiamentos”, analisa Marcos Rambalducci, consultor econômico da ACIL.

O volume de consumidores que conseguiram retirar seu nome do índice, quitando as dívidas, no entanto, diminuiu em relação a janeiro, também apresentando queda de 16%. “Isso indica a dificuldade pelas quais passam as famílias em relação ao emprego e renda na nossa cidade”, completa Rambalducci.

Para o economista, o comércio está apreensivo em relação ao comportamento do consumidor quanto às vendas futuras. A expectativa é de que o retorno do auxílio emergencial ajude a aquecer parcialmente o mercado.

Com assessoria de imprensa 

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade