Vale espera atingir ritmo de produção de 230 mi/t no Sistema Norte

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 22/07/2019 às 11:15

A Vale espera produzir entre 18,5 milhões de toneladas e 19 milhões de toneladas de minério de ferro por mês no Sistema Norte no segundo semestre, informou a mineradora no relatório de produção divulgado na manhã desta segunda-feira, 22. Com isso, a companhia deverá atingir um ritmo de produção de 230 milhões de toneladas por ano.

Em junho a mineradora atingiu ritmo de produção de 215 milhões de toneladas por ano, como resultado do sucesso do "ramp-up" do projeto S11D, em Carajás.

A Vale informou que em decorrência do desastre em Brumadinho (MG), houve escassez de produto a ser embarcado nos Sistemas Sudeste e Sul, e, consequentemente, uma parcela dos navios programados foi redirecionada para o Terminal de Ponta da Madeira, no Sistema Norte.

No entanto, devido às fortes chuvas em março, abril e início de maio, a produtividade do porto e os embarques foram impactados. Com isso, a fila de navios no Terminal de Ponta da Madeira aumentou substancialmente, impactando os custos de demurrage (indenização diária paga pelo afretador de um navio quando excede o tempo de operação) e, com isso, o custo caixa C1 da companhia.

A estadia de navios no porto de São Luís aumentou de seis dias em janeiro para um nível de pico de 32 dias em maio. A situação já está sendo normalizada com a estimativa de estadia de navios de sete dias em julho.



Relacionados

Londrina | 30-07-2020 15:54

Por que o governo decidiu criar a cédula de R$ 200? Especialista explica

Por que o governo decidiu criar a cédula de R$ 200? Especialista explica

Economia | 30-07-2020 10:43

Ambiente corporativo: Integrada conquista certificado GPTW

Ambiente corporativo: Integrada conquista certificado GPTW

Cascavel | 29-07-2020 14:25

Retomada Econômica: Junta Comercial passa a funcionar na Prefeitura

Retomada Econômica: Junta Comercial passa a funcionar na Prefeitura

Londrina | 28-07-2020 20:22

Londrina perde 5585 postos de emprego formal no primeiro semestre de 2020

Londrina perde 5585 postos de emprego formal no primeiro semestre de 2020