Linha 4

Publicidade

Alunos do Município são premiados pela Olimpíada Internacional de Matemática e do Conhecimento

Redação Tarobá News

Foto: Emerson Dias / NCom

Dezesseis alunos da rede municipal receberam suas medalhas de ouro e bronze, mais o prêmio do nível Diamante, conquistados na I Olimpíada Internacional de Matemática e do Conhecimento (OIMC), de 2020. A premiação foi entregue aos estudantes, nesta terça-feira (14), pelo prefeito Marcelo Belinati e pela secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, no auditório da Prefeitura de Londrina.

A Olimpíada Internacional de Matemática e do Conhecimento (OIMC), realizada pelo Instituto Alpha Lumen em parceria com a Hope Cup International, reuniu 4.611 estudantes de quatro países, matriculados do 4º ano do Fundamental até o 1º ano do Ensino Médio. Eles foram divididos entre rede pública e privada; e o resultado foi anunciado em dezembro do ano passado. Porém, por conta da pandemia, a solenidade de premiação foi adiada.

Todos os 16 alunos do Município que participaram da OIMC também eram atendidos na Sala de Recursos para Altas Habilidade/Superdotação e coordenados pela professora Fabiane Chueire Cianca. Alguns deles já estão matriculados na rede estadual em turmas do 6° ano. Os demais, que permanecem nas escolas municipais, continuam sendo acompanhados pela Sala de Recursos com atividades e oficinas remotas.

O prefeito Marcelo Belinati parabenizou todos os professores, a equipe da Secretaria Municipal de Educação (SME) e os pais dos estudantes, que se destacaram na primeira edição da Olimpíada Internacional. “Os pais, mães e professores se sentem realizados e alegres com a vitória dos seus filhos e seus alunos. E parabenizo especialmente nossos estudantes. É um orgulho muito grande para Londrina saber que tantos alunos participaram desse evento internacional, foram premiados e estão levando nome da nossa cidade de forma tão positiva no país e no mundo”, comemorou.

A secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, reforçou os elogios aos alunos e suas famílias. “É uma honra trazer hoje aqui as crianças mais inteligentes de Londrina, e uma alegria ter vocês na história da rede municipal de educação. E não dá para contar a história de vocês sem falar dos pais e de toda família que estão sempre ali, apoiando e dando suporte. Vocês entraram na Olimpíada para conhecer, para saber como funcionava, e já conquistaram tudo isso. Espero que tenham muito sucesso e agradeço demais a participação de todos vocês”, disse.

Para participar da OIMC, os estudantes de Londrina foram divididos em duas equipes: Pequena Londres, que obteve o primeiro lugar e foi destaque entre todos os times do Grupo 1, atingindo o nível Diamante com prêmio extra; e Esquadrão da Inteligência, que conquistou o bronze.

Além das medalhas e do tablet pelo nível Diamante, as escolas ganharam um troféu, que foi entregue ao prefeito e à secretária municipal de Educação pelo capitão da equipe Pequena Londres, Davi Tofanelo de Moraes.

Segundo a coordenadora da Sala de Recursos/Altas Habilidades, Fabiane Chueire Cianca, atingir esse reconhecimento já na primeira participação é um privilégio e uma honra. “Essa é uma conquista muito grande, fruto do tempo que vocês, pais, investiram, e do empenho dos alunos. Esse é um prêmio que vocês merecem, como família, e fico muito feliz e agradecida pelo apoio que a Prefeitura nos ofereceu em todo esse processo”, afirmou.

Medalhista – Um dos alunos que compareceu no auditório da Prefeitura para receber sua premiação foi o Murilo Duarte Santos, que estudava na Escola Municipal Maria Tereza Meleiro Amâncio e agora está matriculado no 5º ano da E.M. Prof° Doutor Carlos da Costa Branco.

Para ele, ter a oportunidade de participar da Sala de Recursos como um aluno de altas habilidades é uma experiência incrível, e a OIMC despertou ainda mais seu interesse por matemática. “Eu já gostava de matemática, e agora gosto ainda mais. Alguns exercícios foram um verdadeiro desafio, mas eu ajudava minha equipe e eles me ajudavam. Ao saber o resultado, pulei de alegria”, confessou.

Com a medalha de ouro e seu tablet, Murilo contou que estava ainda mais feliz porque fará aniversário daqui 10 dias, e considerou os prêmios como um “presente antecipado”. Questionado sobre o que pretende cursar após a escola, ele tinha as opções na ponta da língua. “Astronomia, engenharia, talvez ser um matemático ou um biólogo”, comentou.

A mãe de Murilo, Josimeire Giovana Duarte Dias dos Santos, é professora e, por trabalhar remotamente na época da Olimpíada Internacional, pôde acompanhar de perto o desempenho do filho no evento. “Foi um desafio para ele e para mim também. Tive que reservar um tempo para ajudar e orientar, ensinar alguns conteúdos que ele ainda não conhecia, mas com certeza foi muito gratificante e valeu a pena”, disse.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.