Após proposta do governo, servidores da UEL decidem suspender greve

Murilo Pajolla
Educação | Publicado em 17/07/2019 às 15:17

Em assembleia realizada nesta quarta-feira (17), os servidores técnico-administrativos da UEL decidiram pela suspensão temporária da greve, que foi deflagrada no dia 2 de julho. 

A categoria, no entanto, vai manter o estado de greve até que a Assembleia Legislativa aprecie o projeto de lei que estabelece a reposição salarial e o andamento de outros pontos das negociações como governo.

A suspensão da paralisação acontece depois que o governo propôs reajuste de 4,94% referente à inflação de abril de 2018 a maio de 2019, que será parcelado com pagamento de 2% em janeiro de 2020, 1,5% em janeiro de 2021 e 1,5% em janeiro de 2022. 

Os docentes da UEL, que também estão em greve desde o início do mês, realizarão assembleia nesta quinta (18) para decidir se aceitam ou não a proposta. Os professores da rede estadual suspenderam a paralisação no último sábado (13). Os servidores do HU se reúnem em assembleia na tarde desta quarta para deliberar sobre o assunto. 

Com TV Tarobá 



Relacionados

Londrina | 07-08-2020 16:43

Sem aulas presenciais, ensino híbrido ganha espaço nas escolas

Sem aulas presenciais, ensino híbrido ganha espaço nas escolas

Rolândia | 07-08-2020 14:38

Prefeitura de Rolândia abre PSS para a área da educação

Prefeitura de Rolândia abre PSS para a área da educação

Londrina | 06-08-2020 21:28

UEL divulga regras para interessados na isenção do vestibular

UEL divulga regras para interessados na isenção do vestibular

Cascavel | 06-08-2020 15:40

Pesquisa ouve pais e professores sobre o retorno às aulas nos colégios

Pesquisa ouve pais e professores sobre o retorno às aulas nos colégios