Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Educação: retrospectiva de 2019 aponta o que precisa melhorar

31/12/19 às 15:51 - Escrito por Redação Tarobá News

Para a área de educação em Cascavel, 2019 foi um ano intenso. O destaque foi para a quantidade de obras que tem sido necessárias para dar conta da demanda que aumenta cada vez mais na rede municipal.

"Desculpe o transtorno, estamos em obras". É uma frase que sintetiza bem o que foi o último ano para a educação municipal de Cascavel. Quebra daqui, conserta dali, amplia e constrói mais salas de aula porque criança para ocupar esses espaços não falta. Em 2019, foi preciso investir em torno de R$ 22 milhões para reformar e construir escolas e C'meis.

Houve a necessidade de lidar com falta de verbas que vez ou outra geraram atrasos nas obras.

Isso exigiu muitos remanejamentos de alunos para outros espaços, por vezes problemáticos, difíceis para a continuidade das atividades pedagógicas.

Segurança nos prédios escolares também foi um dilema do último ano. Foram diversos arrombamentos, assaltos, prejuízos e riscos para a comunidade escolar. A necessidade de guardas municipais nas escolas gerou até protesto.

Um velho problema se repetiu: o atraso na entrega de uniformes escolares gerou multa para empresas.

E foi um ano desafiador quando o assunto é vaga em Centros Municipais de Educação Infantil. A fila de espera para os C'meis chegou a beirar as 5 mil crianças cadastradas.

A demora para liberar uma vaga fez muitas famílias procurarem a justiça.

Mas só existe toda essa demanda porque o trabalho na rede municipal é elogiado. Alguns projetos se destacam, caso do Tesouro Literário, que levou um baú cheio de livros para escolas e C'meis e com o objetivo de incentivar a leitura entre as crianças.

Reportagem Marcele Antônio



© Copyright 2022 Grupo Tarobá