Escolas particulares terão prazo de cinco dias para analisar descontos na mensalidade

Da Redação
Educação | Publicado em 25/05/2020 às 21:31

Uma reunião realizada na tarde desta segunda-feira (25) discutiu a situação envolvendo as mensalidades de escolas particulares em Londrina. Com a pandemia do coronavírus, as aulas presenciais foram suspensas e diversos pais de alunos tiveram problemas em seus empregos, consequentemente com dificuldades na renda familiar.

Com isso, o Procon chegou apresentar uma proposta de redução de 30% no valores cobrados. Além do órgão, participaram da reunião o Sindicato dos Profissionais das Escolas Particulares de Londrina (Sinpro) e o Ministério Público. O coordenador do Procon, Gustavo Richa, explicou à reportagem da Tarobá que um prazo de cinco dias foi estipulado para uma decisão final. O sindicato teria explicado que para algumas escolas uma redução de 30% poderia acarretar em problema financeiro e até encerramento das atividades.

“Ficou acordado de estudar um desconto para os pais, no prazo de cinco dias dar uma resposta e prestar contas”

O possível desconto poderá ser analisado em cada caso específico. “Temos que ter um bom senso e entender que as escolas precisam continuar trabalhando. O nosso objetivo não é o fechamento das escolas, é ajudar os consumidores com uma contrapartida. Vamos ver as condições, mas solicitamos o desconto para os pais que necessitam”, afirmou Richa. Assista! 



Relacionados

Londrina | 01-07-2020 07:57

UEL divulga 2ª lista de vagas remanescentes

UEL divulga 2ª lista de vagas remanescentes

Cascavel | 30-06-2020 13:30

Em Cascavel, tem colégio com só 60% de adesão às aulas online

Em Cascavel, tem colégio com só 60% de adesão às aulas online

Londrina | 29-06-2020 17:46

UEL divulga 2ª chamada das vagas remanescentes nesta terça

UEL divulga 2ª chamada das vagas remanescentes nesta terça

Educação | 29-06-2020 13:13

Paraná vira referência nacional em educação a distância

Paraná vira referência nacional em educação a distância