Fim de contratos temporários de professores deixa déficit na rede municipal

Redação Tarobá News
Educação | Publicado em 16/05/2019 às 21:39

Mais de 100 professores temporários tiveram que deixar as escolas e creches municipais de Londrina e até o momento não há substitutos. A Secretaria de Educação aguarda autorização pra abrir um novo processo seletivo.

Quase todos os 102 professores temporários já deixaram os centros de educação infantil e as escolas municipais esta semana com o fim do contrato de dois anos. Eram substitutos de profissionais em licença médica, maternidade ou por outros motivos. Mas os novos só devem começar em julho. O edital do processo seletivo para pouco mais de 200 professores ainda será lançado na semana que vem. 461 professores estão em licença e precisariam ser substituídos. Com os que começam em julho, a quantidade de vagas abertas cairá pra aproximadamente 250. 

Esses devem ser chamados ao longo do segundo semestre. Só que o número de licenças muda a cada mês, e a maior defasagem é nas escolas municipais. Outro problema nas escolas municipais é a falta de professores efetivos, que são contratados por concurso. No início do ano foram chamados 222, que devem começar a trabalhar em julho nas vagas deixadas por aposentados e exonerados. O quadro da rede municipal é de 4600 professores.

Reportagem: Kathulin Tanan.



Relacionados

Curitiba | 12-09-2019 12:17

Projeto Escola Sem Partido vai a plenário na sessão de segunda-feira

Projeto Escola Sem Partido vai a plenário na sessão de segunda-feira

Curitiba | 12-09-2019 11:20

Universidades estaduais fortalecem parcerias internacionais

Universidades estaduais fortalecem parcerias internacionais

Londrina | 12-09-2019 10:34

UEL está entre as melhores universidades da América Latina

UEL está entre as melhores universidades da América Latina

Cascavel | 11-09-2019 18:58

Universidades estaduais estão entre as melhores do mundo

Universidades estaduais estão entre as melhores do mundo

PUBLICIDADE