Londrina
Cascavel

Tarobá FM

  • Londrina
  • Cascavel

Professoras municipais são selecionadas para capacitações no exterior

17/08/22 às 20:08 - Escrito por Redação Tarobá News

Três professoras de ensino fundamental da rede municipal de Londrina foram selecionadas para receber bolsas de estudos oferecidas por diferentes programas internacionais e participar de capacitações no exterior, entre o fim deste ano e o início de 2023.


A docente Bruna Yamashita, que leciona para alunos do 2º ano da Escola Municipal Maria Carmelita Vilela Magalhães, está entre os 100 profissionais de todo o Brasil que participarão do Programa de Desenvolvimento Profissional de Professores Alfabetizadores. Realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), em parceria com a Secretaria de Alfabetização do Ministério da Educação (MEC), a iniciativa proporcionará aos participantes a oportunidade de ir a Portugal, onde farão um curso sobre Ciência Cognitiva da Leitura.


A capacitação será promovida pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e pelo Instituto Politécnico do Porto (IPP), entre novembro e dezembro, e terá seis semanas de duração. Yamashita contou que, ao ler o edital do programa, em abril, se sentiu motivada a participar porque a capacitação está relacionada à sua formação e trajetória como professora alfabetizadora. “Durante o processo seletivo, conforme os requisitos do edital, elaborei um plano de implementação pedagógica na minha escola e um plano de formação continuada para compartilhar os conhecimentos do curso com meus colegas de trabalho. Essa foi uma ótima oportunidade para planejar uma ação que pudesse contribuir com o desenvolvimento dos educandos da escola, pois esse é nosso foco de atuação. Além disso, percebi que essa é uma excelente estratégia coletiva para tornar o ambiente e as práticas da escola mais envolventes e lúdicas”, frisou.


Segundo a professora, participar do curso será uma oportunidade de ampliar seu conhecimento sobre estudos científicos voltados à alfabetização, assim como outras práticas, e somar ao que ela construiu ao longo da carreira, sem preconceitos metodológicos ou teóricos. “Acredito que essa experiência irá ampliar meu conhecimento sobre novas práticas, teorias e métodos que abordam o desenvolvimento humano. O conhecimento nos desconstrói, nos faz firmar nossas práticas, ampliar maneiras de observação e de intervenção e acessar outros paradigmas. Tudo isso tem um objetivo central, que é favorecer o desenvolvimento feliz e digno dos educandos da escola”, afirmou.


Capacitação em língua inglesa – Para ser aprovada entre os 486 docentes que participarão do Programa de Desenvolvimento de Professores de Inglês (PDPI), a professora Jozélia Tanaca, que atua no apoio pedagógico de Língua Portuguesa e Língua Inglesa da Secretaria Municipal de Educação, precisou passar por um processo seletivo com mais de 2 mil inscritos. A docente Helena Mozzato, que ensina inglês na Escola Municipal Carlos Kraemer, também foi selecionada pela iniciativa.


Desenvolvido pela Comissão Fulbright Brasil, em parceria com a Capes e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o PDPI possibilita a participação de professores de inglês em um curso com duração de seis semanas, entre janeiro e fevereiro de 2023, em universidades dos Estados Unidos. Após 26 de agosto, os bolsistas selecionados receberão informações sobre as universidades e cidades nas quais participarão das atividades voltadas tanto ao aprimoramento linguístico quanto ao aperfeiçoamento de metodologias para ensino de inglês no Brasil.


“Inicialmente, eu havia participado da seleção em 2019, quando fiz uma prova de inglês em Curitiba. Porém, devido à pandemia de Covid-19, o curso que estava programado para 2020 foi cancelado e, por isso, o edital foi relançado dois anos depois e, então, tive que participar do teste mais uma vez”, explicou Tanaca.


De acordo com a professora, o curso realizado no exterior é uma oportunidade não só de adquirir conhecimento por meios institucionais, mas também de ter vivências do dia a dia em inglês. Ela destacou, ainda, que Londrina é uma cidade pioneira no ensino da língua inglesa para crianças, disponibilizando programas para estudantes do 1º ao 5º ano da rede municipal, desde 2008, através do projeto Londrina Global. “Sempre procurei me aprimorar e buscar conhecimentos e metodologias para a rede pública de ensino. Nossas equipes são formadas por profissionais qualificados e engajados, e ao fazer cursos como esses, temos a chance de realizar a troca de vivências e experiências com nossos parceiros. No âmbito da rede municipal, nosso objetivo é ampliar ainda mais o ensino de inglês, para que todas as escolas passem a contar com professores ministrando aulas presencialmente. Por isso, a capacitação do PDPI vem ao encontro dessa meta”, disse.


A docente Helena Mozzato disse que está animada para participar da capacitação, e que se esforçou bastante para conseguir a bolsa. “É necessário estarmos sempre atualizando nossos conhecimentos e, após participarmos desse curso, vamos divulgar o conhecimento obtido, inclusive por meio de relatórios. Portanto, considero essa ação muito válida para a rede”, pontuou.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá