“Projeto Cidadania e Justiça também se aprendem na escola” premia alunos

Redação Tarobá News
Educação | Publicado em 20/09/2019 às 13:42

Na noite de quinta-feira (19), na Igreja de Deus de Marechal Rondon, aconteceu o encerramento do “Projeto Cidadania e Justiça também se aprendem na escola”, realizado através de parceria entre a Secretaria de Educação e o Poder Judiciário. O ato contou com a presença da secretária de Educação, Marcia Winter da Mota, do Juiz Renato Cigerza, do diretor do fórum, Dr. Renato Cigerza, e demais autoridades.

Neste ano, foram atendidas 1059 crianças de 53 turmas de 30 escolas. Foram premiados um aluno por escola com medalha e o melhor de cada município com um tablet.

O objetivo do projeto foi o de promover um contato direto dos estudantes com o Poder Judiciário, levando noções de Justiça e Cidadania para alunos do 5º ano do Ensino Fundamental das Redes Pública e Privada de Ensino.

A ação tem como público-alvo as crianças matriculadas no 5º ano do Ensino Fundamental.

Neste ano, no município de Marechal Cândido Rondon, foram atendidas 16 escolas da rede pública e três da rede privada, contabilizando 668 crianças. Além disto, também foram contemplados os demais municípios da Comarca: Pato Bragado, Entre Rios do Oeste, Mercedes, Quatro Pontes e Nova Santa Rosa, totalizando desta forma, 53 turmas de 30 escolas com o total de 1059 alunos envolvidos.

As atividades do projeto iniciaram no dia 14 de março de 2019, no Fórum de Marechal Cândido Rondon, com a formação ministrada pelo o Juiz de Direito da Vara de Família e Anexos, também diretor do fórum, Dr. Renato Cigerza. As ações ocorreram no Tribunal do Júri tendo como público, professores regentes das turmas de 5º anos, oportunidade na qual também foram entregues as cartilhas para serem trabalhadas com os alunos. Este projeto tem parceria entre as Secretarias de Educação dos seis municípios da Comarca e o Poder Judiciário.

Na segunda etapa do projeto, os acadêmicos do curso de Direito da Unioeste e do Isepe foram às Escolas para conversar com os alunos sobre possíveis dúvidas e realizar atividades sobre as cartilhas trabalhadas em sala.

Já no terceiro momento, os alunos realizaram uma visita ao Fórum para uma conversa com o Juiz, Dr Renato Cigerza, a respeito dos assuntos da cartilha. A conversa foi sucedida de passeio pelas instalações do fórum, na companhia de um acadêmico das instituições parceiras, com o objetivo de apresentar o prédio e seus departamentos aos alunos.

Após esta visita, os alunos, orientados pelos professores, produziram redações sobre os conhecimentos adquiridos durante o desenvolvimento das atividades. As três melhores produções de cada escola foram selecionadas e enviadas ao fórum para participar do concurso de redação, sendo que, nesta solenidade, será divulgada as melhores redações entre os alunos participantes, com entrega de medalhas para melhor redação de cada escola e, ainda, entrega de um tablet para o aluno que produziu a melhor redação de cada município.



Relacionados

Educação | 16-10-2019 20:25

MEC diz que 643 municípios querem aderir ao Programa de Escolas Cívico-Militares

MEC diz que 643 municípios querem aderir ao Programa de Escolas Cívico-Militares

Londrina | 16-10-2019 17:23

Vestibular 2020 da UEL começa neste domingo

Vestibular 2020 da UEL começa neste domingo

Educação | 16-10-2019 08:45

Inep divulga hoje os locais de provas do Enem

Inep divulga hoje os locais de provas do Enem

Guarapuava | 16-10-2019 08:26

Projeto Cientista Kids é nesta quarta (16) em Guarapuava

Projeto Cientista Kids é nesta quarta (16) em Guarapuava