Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Projeto realizado em escola municipal trabalha arte e alimentação saudável

15/09/22 às 19:53 - Escrito por Redação Tarobá News

Nesta sexta-feira (16), cerca de 400 alunos da Escola Municipal Professor José Gasparini, localizada na Rua Dr. Gervásio Mourão Morales, 228, Conjunto Farid Libos, participarão da oficina Arte no Prato. Durante a atividade, as crianças e adolescentes serão incentivados a criar “obras de arte comestíveis” no prato, em formato de mandalas, com frutas variadas. A ação faz parte do projeto “Arte Por Toda Parte”, do Instituto Patrícia Muniz, iniciativa premiada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 2016. 


A oficina desta sexta-feira encerra um ciclo de atividades de quatro meses da iniciativa, com os quase 400 alunos da escola José Gasparini, que passaram por todas as ações oferecidas pelo projeto. No total, o Instituto Patrícia Muniz pretende levar o “Arte Por Toda Parte” para mais de quatro mil crianças em Londrina.


A diretora da Escola Municipal Professor José Gasparini, Patrícia Ribeiro de Ávila, disse que foi um privilégio receber este projeto na unidade escolar e que as crianças estão amando participar das oficinas. “Além do conteúdo ministrado, que faz parte do currículo de Artes, a forma com que ele foi trabalhado, por meio de oficinas, foi muito enriquecedor. Inclusive, por meio desta iniciativa, descobrimos novos talentos nas artes, como na pintura, pois o trabalho envolveu a elaboração de peças em argila e a pintura em tela, além da arte no prato, que também trabalha a alimentação saudável”, contou.


Segundo a diretora do Instituto e criadora do projeto, Patrícia Muniz, a oficina trabalha a criatividade e o lado lúdico destes jovens, proporcionando diversão através da arte. Com isso, eles aprendem, brincando, a importância das frutas na alimentação. Muniz informou que o instituto vem viabilizando parcerias com entidades, instituições, escolas e prefeituras para a implantação do projeto, que é gratuito. Além disso, está contatando mais apoiadores que patrocinem a proposta por meio da Lei de Incentivo da Secretaria Especial da Cultura (Secult), do Ministério do Turismo, já que o projeto tem o incentivo fiscal como uma das fontes.


Sobre o projeto – Em sua proposta inovadora, a iniciativa oferece oficinas de desenho, pintura, cerâmica e arte “no prato”, com o propósito de entrelaçar saúde, cultura e educação. A entrada no Paraná se deu por Londrina, já que Patrícia Muniz é londrinense. O projeto começou em Santa Catarina, onde foi reconhecido pela Fundação Oswaldo Cruz como o mais inovador daquele Estado e também se estende por Porto Alegre (RS) e região metropolitana.


A iniciativa já atendeu mais de 10 mil jovens entre 4 e 16 anos, com a realização de mais de 400 oficinas. Só em Londrina, foram realizadas 116. A direção do Instituto Patrícia Muniz já foi convidada a apresentar o projeto em países como Inglaterra, Portugal e Bélgica. Ainda este ano, a intenção é iniciar um trabalho nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pará, Bahia e Maranhão. Já em 2023, a meta é chegar a Angola e Lisboa (Portugal).

© Copyright 2022 Grupo Tarobá