Publicitária da UNILA é finalista da Maratona Behind the Code, da IBM

Redação Tarobá News
Educação | Publicado em 09/09/2019 às 09:59

A servidora da UNILA Priscilla Domingues foi finalista da Maratona Behind the Code, uma competição organizada pela IBM com foco em inovação tecnológica, envolvendo Inteligência Artificial, Machine Learning, Internet das Coisas (IoT) e Blockchain. A disputa teve mais de 26 mil inscritos, que participaram de oito provas online. Os 100 melhores colocados ganharam uma viagem à Praia do Forte, na Bahia, para disputar o desafio presencialmente. Priscilla Domingues, que atua como publicitária na Secretaria de Comunicação da UNILA, foi a única participante que não é da área de Tecnologia da Informação a chegar à final.

O nome da competição – que durou 42 dias – sugere uma analogia aos 42 quilômetros da prova de uma maratona. “Foi a primeira vez que participei de uma competição de tecnologia, foi uma experiência de aprendizado desafiadora e, ao mesmo tempo, muito motivadora”, contou Priscilla. Ela comenta que, ao longo do desafio, ganhou dois cursos de capacitação na área de desenvolvimento de sistemas e que agora o seu objetivo é se aperfeiçoar para poder aplicar essas ferramentas no seu trabalho com Comunicação.

A comunicadora considera que aprender algo novo, diferente da área de formação, é importante para dar vazão à criatividade. “O fato de eu ser a única finalista que não era da área de TI foi uma surpresa, mas mostrou que a transformação digital vai além dos códigos, é uma nova forma de pensar o mundo e de desenvolver soluções criativas para melhorar a vida das pessoas, algo importante pra qualquer profissional”, pontua Priscilla.

Priscilla explica que seu interesse pela área surgiu devido ao “potencial que a tecnologia tem de facilitar e melhorar a vida das pessoas. Isso é algo que me inspira bastante e me fez sentir vontade de me aprofundar nessa área”. Além disso, a publicitária salienta que, embora esse ramo ainda seja predominantemente masculino – havia somente oito mulheres entre os 100 finalistas –, atualmente “já existem muitos recursos gratuitos para estudo e vários projetos que incentivam mais mulheres a entrar na área de tecnologia, o que também é um grande incentivo”. A servidora espera que ela e as outras sete competidoras sirvam como referência para que, nas próximas edições do concurso, mais mulheres sintam-se encorajadas a participar.

 Foto 01 - Priscilla Domingues foi a única participante que não é da área de Tecnologia da Informação a chegar à final, realizada na Bahia.



Relacionados

Curitiba | 12-09-2019 12:17

Projeto Escola Sem Partido vai a plenário na sessão de segunda-feira

Projeto Escola Sem Partido vai a plenário na sessão de segunda-feira

Curitiba | 12-09-2019 11:20

Universidades estaduais fortalecem parcerias internacionais

Universidades estaduais fortalecem parcerias internacionais

Londrina | 12-09-2019 10:34

UEL está entre as melhores universidades da América Latina

UEL está entre as melhores universidades da América Latina

Cascavel | 11-09-2019 18:58

Universidades estaduais estão entre as melhores do mundo

Universidades estaduais estão entre as melhores do mundo

PUBLICIDADE