PUCPR, UP e Tuiuti acompanham UTFPR e UFPR e suspendem aulas em Curitiba

Redação Tarobá News
Educação | Publicado em 16/03/2020 às 17:23

Foto: SMCS

Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Universidade Tuiuti e Universidade Positivo (UP) decidem suspender as aulas presenciais por causa do coronavírus.  A decisão acompanha a determinação da Universidade Federal do Paraná (FPR) e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) anunciada neste final de semana. 

Pontífícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) decidiu pela suspensão das aulas dos curso presenciais, do campus Curitiba, a partir desta quinta-feira, 19, quando as as atividades acadêmicas acontecerão 100% em ambiente digital. Nos Câmpus Londrina, Maringá e Toledo as aulas serão mantidas e migração para atividades 100% online acontecerá conforme a evolução local dos contágios. No entanto, os alunos do câmpus Curitiba que quiserem faltar desde antes terão faltas abonadas.

A Universidade Tuiuti emitiu um comunicado onde informa  "que as aulas presenciais dos cursos de graduação, pós-graduação (lato e stricto sensu) e extensão estarão suspensas a partir desta segunda-feira, 16 de março, às 12h até o dia 29 de março. Os atendimentos clínicos agendados para hoje (segunda-feira, 16) estão mantidos e suspensos a partir de amanhã (17)", diz a nota.  As formaturas institucionais marcadas para os dias 21 e 28 de março também estão suspensas, bem como os ensaios agendados. 

Para diminuir os impactos de reposição, as aulas presenciais da graduação serão transferidas para o Regime Letivo Remoto com utilização do ambiente virtual de aprendizagem da EAD Tuiuti. As informações de acesso e conteúdo pedagógico serão repassados em breve pelos coordenadores de cada curso. Os setores administrativos internos, biblioteca e laboratórios de informática, continuarão abertos respeitando os procedimentos sobre aglomerações, situações de suspeitas e outras, com o objetivo de combater a propagação do vírus.

Na Universidade Positivo (UP) a decisão pela suspensão das aulas e atividades presenciais, de graduação e pós-graduação, nas unidades da UP em Curitiba, vale a partir desta terça-feira, 17, até o dia 29 de março (domingo).  Aulas, trabalhos, atividades de estudos por meios virtuais serão realizados, nos termos de instruções que serão dadas. Seguiremos tratando com os órgãos públicos de saúde e, ao final desse período de suspensão, nova decisão será tomada. Os setores administrativos internos e a biblioteca continuarão abertos e funcionando, respeitados os procedimentos sobre aglomerações, situações de suspeitas e outras, com o objetivo de combater a propagação do vírus.

O comunicado da decisão foi feito nesta manhã de segunda-feira, 16, após as universidades federais decidirem pela suspensão da aulas, já  a partir desta segunda-feira, 16, pelo período de duas semanas. A decisão foi tomada em reunião ocorrida neste domingo, 15, com representantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Até o momento, as demais instituições particulares não se pronunciaram sobre a suspensão, alegando maior tempo para análise da situação. 

Também presentes à reunião, representantes das secretarias de Saúde do Município e do Estado, argumentaram que a suspensão de aulas neste momento ainda não é uma recomendação. “Considerando a situação epidemiológica atual de Curitiba e do Paraná, em que há apenas casos importados e não há evidências de transmissão sustentada do novo coronavírus, não está recomendada a suspensão das aulas neste momento”, diz nota das secretarias.

Ainda que não recomende a suspensão de aulas, as secretarias enfatizam que respeitam a autonomia das universidades, e ainda, que a recomendação pode ser alterada a qualquer momento, a depender da evolução da epidemia no estado e no município. De acordo com a SMS e a Sesa, a suspensão das aulas será recomendada quando houver evidências de transmissão comunitária.

As secretarias, por outro lado, fizeram outras importantes recomendações e reforço de algumas medidas. Uma das orientações diz respeito ao afastamento imediato de todos os servidores, funcionários e alunos, com mais de 60 anos, e/ou com co-morbidades (diabetes, hipertensão, doenças pulmonares), considerados como parte do grupo de risco da nova epidemia. Além disso, foi pedido o reforço da comunicação com a comunidade acadêmica sobre o isolamento voluntário de todos que voltam de viagem ao exterior: sendo sete dias para aqueles que não têm sintomas e quatorze dias para aqueles com febre e sintomas respiratórios (tosse, coriza, dor de garganta, dificuldade para respirar). 

A SMS solicitou a intensificação de medidas de higiene e a suspensão de eventos e atividades com aglomerações superiores a 500 pessoas.

Em vídeo postado nas redes sociais, o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, disse que o momento de pandemia exige a colaboração de todos e que as atividades estão suspensas na graduação e pós-graduação em todos os campi de Curitiba e fora da capital. “As atividades dos professores serão descentralizadas e vamos discutir caso a caso. Seguramente, vamos atualizando a comunidade de cada passo nesta situação delicada. Contamos com a colaboração de todos”, disse o reitor.

A Universidade Positivo emitiu nota informando que optou pela manutenção das aulas, hoje, quando será realizada reunião interna para reavaliar a situação em Curitiba. Além disso, de acordo com orientações do Ministério da Saúde, a instituição tomou as medidas necessárias, como o afastamento dos alunos que viajaram aos locais de risco ou que tiveram contato com pessoas que viajaram.

Com informações: Bem Paraná 



Relacionados

Toledo | 17-03-2020 16:55

Aulas e atividades coletivas na rede municipal são canceladas em Toledo

Aulas e atividades coletivas na rede municipal são canceladas em Toledo

Londrina | 16-03-2020 20:11

Aulas na rede municipal serão suspensas na próxima semana

Aulas na rede municipal serão suspensas na próxima semana

Cascavel | 16-03-2020 18:08

Aulas continuam na rede municipal de ensino em Cascavel

Aulas continuam na rede municipal de ensino em Cascavel

Maringá | 16-03-2020 17:27

Em Maringá, UEM e Unespar suspendem aulas por causa do coronavírus

Em Maringá, UEM e Unespar suspendem aulas por causa do coronavírus