Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel
Londrina
Cascavel

Unidades escolares recebem inscrições para Educação de Jovens e Adultos

19/07/17 às 10:10 - Escrito por Redação Tarobá News
Foto: Divulgação N.Com -

A Secretaria Municipal de Educação (SME), por meio da Coordenação de Educação de Jovens e Adultos (EJA), recebe, a partir do dia 24 de julho, inscrições de pessoas que queiram cursar as Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Podem se matricular pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, em qualquer uma das 34 escolas municipais que oferecem a EJA na área urbana e rural do município. As aulas ocorrem no período matutino, vespertino ou noturno.

Para se inscrever, basta comparecer na unidade escolar escolhida, com cópias de comprovante de residência (conta de luz), RG e CPF. A matrícula é feita na hora e o início das aulas é imediato. Na rede municipal de ensino, os alunos contam com a EJA Fase I, que corresponde do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. E na Escola Municipal Nara Manella, localizada no Conjunto Semíramis, é ofertada a EJA Fase II, que equivale do 6º ao 9º ano, com professores municipais.

Atualmente, a SME possui 789 alunos matriculados na EJA. Os estudantes têm acesso ao conteúdo de Língua Portuguesa, Matemática e Estudos da Sociedade e da Natureza (Geografia, Ciências e História). As aulas são de segunda a sexta, com exceção de algumas escolas onde as aulas são realizadas três vezes por semana, como no Assentamento Eli Vive.

Dentre as várias turmas de Educação de Jovens e Adultos na rede municipal, uma delas é composta apenas por imigrantes haitianos. Segundo a coordenadora da EJA Fase I da SME, Déborah Flora dos Santos, a classe de imigrantes haitianos foi criada em maio deste ano, na Escola Municipal Professora Mari Carrera Bueno, no Jardim Santa Rita. “São pessoas atendidas por uma entidade socioassistencial, e que passaram a ser alunos da EJA há dois meses. A adesão deles aos estudos tem sido muito positiva, pois a turma começou com 14 pessoas, e hoje já contamos com 25 alunos matriculados”, disse Deborah.

Os estudantes haitianos têm aulas nas segundas, terças e quartas-feiras. Quinzenalmente, participam de projetos especiais envolvendo artes e culinária juntamente com os alunos brasileiros. “Durante esses três atendimentos por semana, conduzimos um atendimento diferenciado para eles, pois são pessoas que estão sendo alfabetizadas em uma língua estrangeira. São alunos com um ritmo diferenciado, mas que estão muito motivados a participar das aulas. É um momento muito intenso de troca e enriquecimento cultural, pois eles valorizam muito a música e a dança. Inclusive, os trabalhos e atividades feitos pelos alunos haitianos são produzidos em português, inglês e francês”, ressaltou Déborah.

De acordo com a coordenadora da EJA Fase I, a Educação de Jovens e Adultos visa não apenas ensinar o letramento ou as disciplinas escolares. “As aulas também abordam a questão da cidadania, o respeito à diversidade, noções de política, ética, tudo com o objetivo de ressignificar o cotidiano escolar na vida dos nossos alunos. A intenção da EJA é garantir o direito à educação de qualidade aos nossos educandos, para que eles sejam protagonistas da própria história, assumindo seus papéis e sua importância na sociedade”, afirmou.

A coordenadora da EJA Fase I contou que o curso possui duração de dois anos, podendo variar conforme o desempenho do aluno. “São 500 horas de aula por ano, divididas para completar mil horas de curso. Mas os alunos com mais facilidade, e que se desenvolvem mais rápido, podem concluir a carga horária em menor tempo. Da mesma forma, o estudante que tiver mais dificuldade vai contar com um atendimento específico, e que pode demandar mais tempo”, detalhou.

Déborah acrescentou que 11 unidades escolares da rede municipal que oferecem a EJA Fase I, também possuem turmas da Fase II. Nestas escolas, as aulas do 6º ao 9º ano ocorrem com professores da rede estadual, por meio de parceria entre a Prefeitura e o governo estadual. “Essa parceria é muito interessante porque motiva os alunos da fase I a prosseguirem com seus estudos, e com isso a SME cumpre seu papel de oportunizar a escolarização à comunidade”, disse.

Para abranger de uma maneira diferenciada todos os conteúdos previstos para a EJA, os professores da rede municipal participam de capacitação durante todo o ano letivo, em 22 encontros. “São profissionais com um perfil diferenciado, pois a prática educativa da EJA tem que ser diferente, voltada a atrair o interesse dos alunos. Para isso, é preciso trabalhar temas como eleição, voto, como usar um caixa eletrônico ou ir a uma agência bancária, entre outros. É algo que vai além da literatura, da escrita ou das ciências, é preciso trabalhar com um pouco de tudo para que o aluno tenha uma educação de qualidade e se sinta acolhido”, destacou a coordenadora da SME.

O resultado dessa busca por atrair os alunos da EJA às escolas são os projetos especiais “Partilhando saberes e vivências por meio de práticas colaborativas”, que ocorrem semanalmente. Observando o alto índice de abstenção às sextas-feiras, uma pesquisa foi feita com os estudantes, que selecionaram em suas escolas quais temas e assuntos possuem mais interesse. Débora explicou que os professores elaboraram os projetos, que hoje são conduzidos envolvendo todos os alunos da EJA de cada escola. “Os temas são bem variados, temos projetos que abordam emissão de documentos como a CNH, teatro, música, culinária, produção de produtos de limpeza, artesanato, entre outros. Isso reduziu significativamente o número de faltas nas sextas-feiras, e em alguns casos, permitiu que os alunos comercializem produtos e garantam uma renda complementar para si”, apontou.

Ensino Fundamental e Médio

Na rede estadual de ensino, onze colégios ofertam o EJA Fase II, que corresponde do 6º ao 9º ano, e também Ensino Médio. Dentre elas, o Colégio Estadual Antônio Moraes de Barros, da região oeste, que até o dia 25 de julho recebe inscrições de novos alunos. Pessoas acima de 15 anos podem concluir o ensino fundamental, enquanto os maiores de 18 anos podem cursar o ensino médio.

Para fazer a matrícula, é preciso comparecer pessoalmente no colégio, localizado na rua Serra do Roncador, 574, Jardim Bandeirantes. As vagas são limitadas, e os interessados devem apresentar cópia dos documentos pessoais (RG e CPF), uma fatura da Copel como comprovante de residência, e o histórico escolar ou declaração de transferência caso esteja matriculado em outra instituição de ensino.

O secretário municipal do Trabalho, Emprego e Renda, Elzo Carreri, lembrou que muitas vagas de emprego, e também cursos de qualificação, pedem a certificação de conclusão de ensino fundamental e médio como requisito. “É importantíssimo que o trabalhador busque a qualificação acadêmica, tanto quanto a profissional. Muitas vezes ele vai se deparar com uma vaga disponível, vai ter toda a condição de realizar o trabalho proposto para aquele emprego, mas se não tiver o certificado de conclusão do ensino fica impedido de participar do processo de seleção. Em um mercado de trabalho tão competitivo, é imprescindível que o trabalhador busque a qualificação e esteja apto a preencher todos os requisitos quando a oportunidade surgir”, ressaltou Carreri.

As aulas da EJA no Colégio Estadual serão no período noturno, das 19h às 22h10, e começam no dia 26 de julho. Com base no cronograma das disciplinas ofertadas, o aluno pode montar seu horário, conforme sua disponibilidade de tempo.

Escolas municipais com Educação de Jovens e Adultos:

Zona Urbana

ESCOLA MUNICIPAL

ENDEREÇO

FONE

Aristeu dos Santos Ribas

Rua Abílio Justiniano de Queiroz, 835 – Conjunto João Paz

3375-0114

Atanázio Leonel

Rua Eliza Izabel da Conceição, 148 – Jd São Jorge

3375-0273

Carlos Kraemer

Rua Tremembés, 791 – Jd Castelo

3375-0122

3337-9581

Dr. Claudio de Almeida e Silva

Rua Agnello Theodoro de Paula, 477A - Jd. Atlânta

3375-0128

David Dequech

Av. Winston Churchill, 1577 – Parque Ouro Verde

3375-0127

Elias Kauam

Rua Maria Garcia Lopes, 178 - Conjunto Novo Amparo

3375-0130

Eugênio Brugin

Rua Jorge Ribeiro, 163 - Conjunto São Lourenço

3375-0131

Eurides Cunha

Rua Alvorada, 99 - Vila Recreio

3375-0132

Francisco Pereira De Almeida Júnior

Rua Mário Sérgio Carmagnani, 145 - Conjunto Guilherme A. Pires

3375-0133

Senador Gaspar Velloso

Rua Aliomar Baleeiro, 175 - Conjunto Sebastião de Melo César

3375-0173

Ignez Corso Andreazza

Rua John Lennon, 78  - Vivi Xavier

3375-0137

Irene Aparecida da Silva

Rua Olinto Pedrialli, 255 - Conjunto Jamile Dequech

3375-0138

Dr. Joaquim Vicente de Castro

Av. Pres. Abrahan Linconl, 70 - Conjunto Anibal S. Cabral

3375-0129

José Garcia Villar

Rua Pitangueiras, 209 – Jd Panorama

3375-0140

3336-9309

3337-0787

Professora Jovita Kaiser

Rua Raimundo Rodrigues da Silva, 29 - Jd Alto da Boa Vista

3375-0213

Mábio Gonçalves Palhano

Rua Flor de Lótus, 74 - Parque Ouro Branco

3375-0142

Professora Mari Carrera Bueno - Caic “José Joffily”

Rua José Boralli, 325 - Jd Santa Rita

3375-0165

3348-4068

Maria Cândida Peixoto Salles

Rua Adelina Miola Lopes, 255 – Jd Santa Fé

3375-0185

3329-7888

Maria Carmelita Vilela Magalhães

Rua Maurício de Nassau, 329 – Jd Mazzei

3375-0145

Professora Maria Irene Vicentini Theodoro

Rua Pitágoras, 130 – Jd Eldorado

3375-0166

Moacyr Camargo Martins

Av. Francisco Gabriel Arruda, 723 - Parigot de Souza I

3375-0149

Professor Moacyr Teixeira

Rua Luiz Brugin, 775 - Conjunto Maria Cecília

3375-0163

3326-4422

Nina Gardemann

Rua Dragen Feld, 73 - Jd Tókio

3375-0153

Osvaldo Cruz

Rua Leônidas Rezende Dutra, 10 - Jd Santa Joana

3375-0156

Pedro Vergara Correa

Rua Antonia Martins de Oliveira, 30 - Conjunto Mister Thomas

3375-0157

Ruth Ferreira de Souza

Rua Camilo Simões, 326 - Parque Universidade

3375-0206

Salim Aboriham

Rua Edson Ricardo Lima, 225 - Conjunto Luiz de Sá

3375-0170

Zumbi dos Palmares - Caic “Dolly Jess Torresin”

Av. Guilherme de Almeida, 3655 - União da Vitória

3375-0319

3341-3552

CEEBJA Hebert de Souza (Betinho)

Travessa Iguaçu, nº 40 - Vila Nova

3328-3747


Zona Rural

ESCOLA

ENDEREÇO

FONE

Professor Bento Munhoz da Rocha Netto

Rua Santos, 235 - Lerroville

3398-2983

 Francisco Aquino Toledo

Rua Vasco Da Gama, 165 - São Luiz

3398-9911

John Kennedy

Rua Pernambuco, 237 - Guaravera

3398-3980

Luiz Marques Castelo

Rua Santa Marta, 45 - Espírito Santo

3375-0338

Egidio Domingos Brunetto - Eli Vive II

Assentamento Eli Vive - Lerroville

99994-1439

3398-2951

© Copyright 2022 Grupo Tarobá