Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Abel se rende às 'maravilhas' de atacante Estêvão: "Desfrutem"

21/06/24 às 16:14 - Escrito por BAND
siga o Tarobá News no Google News!

Abel Ferreira elogiou a equipe do Palmeiras depois da vitória por 2 a 1 sobre o RB Bragantino, e o treinador português acabou se rendendo à atuação do garoto Estêvão.


Perto de ser negociado com o Chelsea, o atacante de 17 anos deu muito trabalho aos defensores adversários, construiu a jogada do primeiro gol palmeirense e por muito pouco não fez um gol de placa no Allianz Parque.


“É um miúdo espetacular, um miúdo que todo mundo gosta, tem dois pais maravilhosos. Essa geração é incrível, o Endrick, o Estêvão, o Luis [Guilherme]. Dois deles já não estão mais aqui, mas fico feliz por ter contribuído de alguma forma para o crescimento deles”, iniciou Abel.

Leia mais:

Imagem de destaque
EM ENTREVISTA

Goleiro do SPFC fala sobre Seleção e elege ataque mais difícil

Imagem de destaque
JOGOS OLÍMPICOS

Seleção de vôlei e delegação brasileira de judô desembarcam em Paris

Imagem de destaque
APÓS COMPLETAR 18

Real Madrid define data para apresentação de Endrick aos torcedores

Imagem de destaque
ENTENDA

PSG responde Textor após empresário criticar gestão do clube


Outras respostas de Abel Ferreira

Dudu


Ele esteve lesionado há 10 meses, está num processo [de retorno]. Está próximo da reestreia dele, eu entendi que hoje não era o cenário ideal, um jogo muito dividido, intenso, pegado. Mas está disponível para nos ajudar, está próximo. É só isso que tenho para lhes dizer.


Melhor jogo no Brasileirão


Eu acho que as três equipes tiveram muito bem, o Palmeiras entrou muito forte no jogo, uma belíssima primeira parte, 16 finalizações, uma pena que não traduzimos nosso volume ofensivo. A eficácia é fundamental no futebol. Do outro lado, um adversário muito bem treinado, com muita intensidade, fresco e leve, com um dia ou dois a mais [de descanso]. A intenção de entrar forte era para não deixar o jogo ir para um nível mais físico, e a gente poderia sofrer no segundo tempo. Não foi um jogo picotado, as duas equipes olharam para o gol do adversário. Sem dúvida nenhuma nós deveríamos ter chegado ao intervalo com o jogo resolvido. O futebol é assim, o adversário na segunda parte arriscou um pouco mais, sofremos o gol, o futebol é assim mesmo. Eu não estava chateado, mas frustrado, por causa de tamanho volume.


Elogios a Anderson Daronco


O árbitro também foi muito bem, esse é o Daronco que eu estou acostumado a ver. O quarto árbitro também teve uma conduta muito boa. O Palmeiras ganhou, mas foram três belas equipes. O Bragantino não fala publicamente, mas certamente tem ambições de títulos internamente. Ano passado brigou com a gente.


Volume ofensivo


Cada jogo é um jogo diferente, e para haver uma boa dança, é preciso um bom par. O Bragantino tem uma filosofia de jogo parecida com a nossa, os jogadores sabem o que querem, o que fazer dentro de jogo. (…) Eu não faço gols, eu não chuto. Eu nunca falho, vocês não me veem falhando. O volume foi muito grande, jogadas belíssimas, como a do Estêvão. Também tivemos momentos de pressão, com Rony, Veiga. Eu sei que eles não querem falhar, eu só tento a passar para vocês a importância da eficácia no jogo. Os protagonistas são os jogadores.


Trabalho coletivo


Eu quero que vocês tenham certeza de uma coisa: eles trabalham muito. O maior dessa equipe é o treino, o trabalho. Ele falhou uma ou outra na primeira parte, e ele se cobra muito. Eu gostaria de chamar atenção a respeito de uma coisa. Vocês viram o que o Willian, ex-Corinthians, falou no Bola da Vez? Eu peço com carinho que vocês jornalistas possam comentar com cuidado e atenção tudo o que ele disse do futebol brasileiro. É muito triste ouvir um jogador dizer que nunca tinha se lesionado, mas com a pressão feita [se lesionou]. No futebol, só um pode ganhar. Isso interfere tanto na vida dos jogadores, e aquilo fica na cabeça, parece que não sai nada [dos jogadores]. É demasiado e violento para todos nós, jogadores, treinador, presidente. E aqui todos querem ser campeão. Mas só um vai ganhar.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá