Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Copa: Bruno Fernandes brilha e garante vaga de Portugal nas oitavas

28/11/22 às 18:50 - Escrito por Agência Brasil

Portugal contou com o brilho do meio-campista Bruno Fernandes para superar o Uruguai por 2 a 0, nesta segunda-feira (28) no Estádio de Lusail, e garantir uma das duas vagas do Grupo H para as oitavas de final da Copa do Catar.


Este duelo serviu como uma espécie de revanche do jogo das oitavas de final da última edição do Mundial, em 2018 (Rússia). Naquela oportunidade o Uruguai eliminou Portugal com uma vitória por 2 a 0.


Agora, no Catar, Giménez, aos 11 minutos, teve a primeira oportunidade para o Uruguai, cabeceando um escanteio sobre a meta de Diogo Costa, enquanto Portugal tinha chutado apenas uma bola acima da meta de Rochet, com Bruno Fernandes. Nitidamente era um jogo de marcação e com o mínimo espaço para desenvolver lances mais apurados.


Aos 15 minutos foi João Félix que arriscou de fora da área. O desvio em Giménez quase complicou a vida do goleiro Rochet, mas foi somente para córner. Porém, o melhor lance foi do uruguaio Bentancur, aos 32 minutos, que resolveu driblar toda a defesa portuguesa e foi parar diante de Diogo. Ele acabou chutando rasteiro e o goleiro defendeu com a perna.


Curiosamente, de quem muito se esperava no 1º tempo: Cristiano Ronaldo, por um lado, e Cavani, por outro, pouco se viu. Os talentosos homens de frente não foram protagonistas, até porque nem sempre a bola chegou a eles em boas condições. Dessa forma, o empate em 0 a 0 foi um resultado justo para 45 minutos nos quais a marcação se sobrepôs à criação.


Na etapa final os espaços foram aparecendo e João Félix, aos 7 minutos, surgiu livre na diagonal da área e chutou firme, mas na rede pelo lado de fora. Para Portugal foi o início de um tempo de domínio. No minuto seguinte, cruzamento de Bruno Fernandes na área, Cristiano Ronaldo aparece para cabecear. Erra a bola, é verdade, mas assusta o goleiro Rochet e o lance termina nas redes uruguaias. 1 a 0 para Portugal. A Fifa apontou Fernandes como autor do gol.


Aos 29 minutos, após o técnico Diego Alonso colocar em campo os craques Arrascaeta (do Flamengo) e Luís Suárez (do Nacional), o time melhorou muito e Gómez arriscou da meia-lua da grande área, acertando a trave de Diogo Costa. Incrível! Foi a terceira bola na trave que o Uruguai acertou nesta Copa (as duas anteriores foram contra a Coreia do Sul, na estreia). Aos 32, foi a vez de Suárez, na pequena área, ajeitar e chutar na rede pelo lado de fora. No minuto seguinte, Arrascaeta entrou na área e tentou dar um toquinho na saída de Diogo, mas perdeu a oportunidade de ouro, ao ver a bola ser defendida pelo goleiro.


A partida virou um ataque contra a defesa, com os portugueses entrincheirados dentro da área, procurando garantir o 1 a 0 magrinho. Até que, aos 45 minutos, o juiz iraniano consultou o VAR (árbitro de vídeo) e puniu o Uruguai com um pênalti bem polêmico. Um toque na mão no qual a bola bateu no braço de apoio de Giménez. Como Cristiano Ronaldo já tinha sido substituído, a responsabilidade recaiu sobre Bruno Fernandes, que, com paradinha, fez 2 a 0.


Aos 53 minutos Bruno Fernandes perdeu a chance de fazer o terceiro gol, ao chutar de fora da área e acertar a trave de Rochet. Dessa forma, com 2 a 0, Portugal conseguia sua revanche da eliminação na Copa de 2018.


A vitória consolida o time de Fernando Santos na liderança do Grupo H, diminuindo muito a possibilidade de um confronto com o Brasil nas oitavas. A briga pela segunda vaga será na próxima sexta-feira (2), a partir das 12h (horário de Brasília), quando a Coreia do Sul joga sua sorte diante dos portugueses e Gana mede forças com o Uruguai.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá