Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Gana sofre, mas derrota Coreia do Sul por 3 a 2 pelo Grupo H

28/11/22 às 14:55 - Escrito por Agência Brasil

Em mais um duelo eletrizante na manhã desta segunda (28), Gana bateu a Coreia do Sul por 3 a 2 e se recuperou da derrota - pelo mesmo placar - para Portugal na estreia, somando seus primeiros pontos no grupo H da Copa do Mundo do Catar. A seleção africana conseguiu suportar um segundo tempo de intensa pressão sul-coreana, que resultou em uma reação fulminante para empatar a partida em 2 a 2 e quase culminou em outra igualdade nos minutos finais. Agora, os ganeses chegam à última rodada com boas chances de classificação. Vale lembrar que saem do grupo H os adversários do Brasil (Grupo G) nas oitavas de final.


O duelo no Estádio Cidade da Educação começou com a seleção da Coreia do Sul mais ativa, procurando mais o jogo e tendo a posse de bola. No entanto, a falta de maior objetividade criou uma brecha para Gana explorar uma virtude: as jogadas aéreas. 


Aos 24 minutos, o placar foi aberto desta forma. Após cobrança de falta na área, a zaga não conseguiu afastar o perigo e a bola sobrou para Salisu completar para as redes. O lance foi checado brevemente pelo VAR e validado. 


Dez minutos depois, veio o segundo. Jordan Ayew levantou bola na área e encontrou Kudus sem marcação. Ele desviou de leve com a cabeça e marcou.


Reação da Coreia e pressão até o fim


No segundo tempo, a seleção asiática, comandada pelo português Paulo Bento, que já foi técnico do Cruzeiro, partiu com tudo para o empate. O grande nome da equipe, o atacante Son Heung-Min, não estava em um dia dos mais inspirados. Coube ao companheiro de ataque dele a missão de ser o protagonista da reação sul-coreana. Em duas jogadas quase em sequência, o empate veio não dos pés, mas da cabeça de Cho Gue-Sung.


Aos 13, ele se antecipou à zaga, se abaixou e foi ao encontro da bola cruzada na área para diminuir a vantagem construída por Gana. Aos 15, veio o empate: nova bola levantada na área e dessa vez ele voou para chegar primeiro na bola e cabecear para o gol.


Com o momento favorável, os asiáticos tentaram manter o ritmo. Porém, não contavam que em um lance cirúrgico os adversários acabariam por definir o placar. Aos 22, Mensah foi acionado pela esquerda e cruzou rasteiro. Iñaki Williams furou, mas Kudus estava atento e pegou de primeira para acertar o contra-pé do goleiro Kim Seung-Gyu, que ainda tocou na bola antes de ela entrar. 


Daí em diante, o que se viu foi o clássico ataque-contra-defesa. A Coreia do Sul intensificou a pressão e o goleiro Zigi evitou um novo empate. Aos 29, a falta cobrada por Lee Kang-In tinha endereço certo, mas o camisa 1 foi buscar a bola no canto esquerdo inferior. No minuto seguinte, o chute de Kim Jin-Su já dentro da área passou por ele, mas a zaga salvou em cima da linha. Aos 48, Zigi brilhou de novo em chute forte de Cho Gue-Sung no ângulo direito. 


Com os dez minutos acrescentados ao tempo regulamentar, a Coreia do Sul adotou a tática dos cruzamentos para a área ganesa e praticamente não deixou o adversário respirar. No entanto, na reta final não conseguiu mais finalizar de fato e Gana pôde enfim sentir o alívio da vitória com o apito derradeiro.

Agora, a seleção africana tem outro duelo complicado. Encara o Uruguai na sexta (2), no Estádio Al-Janoub, ao meio-dia (horário de Brasília), em uma reedição da histórica partida das quartas de final da Copa do Mundo de 2010. No mesmo dia e horário, a Coreia do Sul, novamente no Estádio Cidade da Educação, mede forças com Portugal. Todos os times da chave chegarão à última rodada com chance de classificação.


© Copyright 2022 Grupo Tarobá