Autoridades francesas falam em 2 mortos e 47 feridos em explosão em Paris

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 12/01/2019 às 15:45

Autoridades na França afirmaram que dois bombeiros morreram e 47 pessoas ficaram feridas em uma poderosa explosão seguida de incêndio aparentemente causada por um vazamento de gás em uma padaria no centro de Paris neste sábado, que estourou janelas e revirou carros na rua.

Segundo essas informações, 10 dos feridos estão em estado grave e os outros 37 têm ferimentos menos sérios.

O ministro do Interior francês, Christophe Castaner, disse a repórteres no local que "infelizmente a contagem de perdas humanas é particularmente séria". Ele prestou homenagem à coragem dos resgatadores que notavelmente salvaram a vida de um bombeiro que ficou soterrado entre os destroços por duas horas e meia.

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, que também estava no local, estendeu uma "mensagem de afeição e solidariedade" às vítimas.

O promotor de Paris Remy Heitz disse que a causa parece ser um vazamento acidental de gás. Ele relatou que bombeiros parisienses já estavam na cena do incidente para investigar uma suspeita de vazamento de gás na padaria quando a explosão ocorreu.

À Associated Press, Heitz disse que "a polícia judicial começou a investigar, a polícia científica também. A origem da explosão parece acidental. Estamos no começo da investigação. Tudo será feito para estabelecer a origem exata da explosão o mais breve possível".



Relacionados

Mundo | 24-06-2019 20:05

Julgamento de extradição de turco exilado no Brasil é adiado no STF

Julgamento de extradição de turco exilado no Brasil é adiado no STF

Mundo | 24-06-2019 07:35

Sobe para 28 o número de mortos em desabamento de edifício no Camboja

Sobe para 28 o número de mortos em desabamento de edifício no Camboja

Mundo | 22-06-2019 20:20

Trump diz que vai determinar novas sanções ao Irã na segunda-feira

Trump diz que vai determinar novas sanções ao Irã na segunda-feira

Mundo | 22-06-2019 11:45

Ministro britânico visitará Irã neste domingo para tratar de tensões com EUA

Ministro britânico visitará Irã neste domingo para tratar de tensões com EUA

PUBLICIDADE