Bônus venezuelanos sobem com apostas de que governo possa evitar um default

Redação Tarobá News
Mundo | Publicado em 30/05/2017 às 21:30

Os bônus venezuelanos avançaram hoje, com os investidores apostando que o governo pode reduzir as chances de um default no curto prazo, ao levantar mais capital através de acordos privados, como o feito com uma unidade do Goldman Sachs recentemente.

No domingo, o Wall Street Journal reportou que a divisão de gerenciamento de ativos do Goldman Sachs pagou na semana passada cerca de US$ 865 milhões por US$ 2,8 bilhões em bônus emitidos pela petroleira estatal Petróleos de Venezuela SA (PdVSA), detidos pelo banco central.

O governo venezuelano não faz uma oferta publica internacional de bônus há muitos anos, desde que os mercados de capitais ficaram essencialmente fechados para o país, que enfrenta um crise econômica política e social, além de um rápido recuo da produção de petróleo.

Mas alguns analistas sugerem que o governo pode ser capaz de levantar mais dinheiro através de transações privadas, como a com o Goldman Sachs, que dependem de bônus existentes no mercado secundário.

Bancos locais, estatais e privados, detêm cerca de US$ 15,5 bilhões em dívida, de acordo com o banco de investimento Torino Capital. O governo tem o poder de ordenar que essas instituições entreguem seus títulos ao banco central em troca de notas denominadas em bolívares.

Autoridades venezuelanas poderiam, então, levantar cerca de US$ 5 bilhões a US$ 6 bilhões ao vender esses bônus com um grande desconto. Essa angariação de fundos seria suficiente para os pagamentos da dívida do país por mais oito anos, de acordo com a Torino.

O Goldman Sachs não foi o único a firmar uma acordo privado com o governo, recentemente. Em abril, o BC venezuelano também fechou um acordo com a Fintech Advisory. O governo recebeu um empréstimo de cerca de US$ 300 milhões do fundo de hedge nova-iorquino e prometeu bônus venezuelanos como garantia, de acordo com uma pessoa familiarizada ao assunto.

Nas negociações desta terça-feira, os bônus emitidos pela PdVSA com vencimento em 2022 subiram 0,8% para 61,35 centavos de dólar, avançado apesar da queda do petróleo. Traders dizem que outros bônus venezuelanos também subiram. Fonte: Dow Jones Newswires.



Relacionados

Mundo | 22-07-2018 20:50

Xi Jinping visita Ruanda em segunda parada de viagem à África

Xi Jinping visita Ruanda em segunda parada de viagem à África

Mundo | 22-07-2018 20:35

Assessor de segurança de Macron é acusado formalmente após má conduta em protesto

Assessor de segurança de Macron é acusado formalmente após má conduta em protesto

Mundo | 22-07-2018 18:50

EUA: aprovação de Trump sobe a 45%, diz pesquisa de Wall Street Journal/NBC News

EUA: aprovação de Trump sobe a 45%, diz pesquisa de Wall Street Journal/NBC News

Mundo | 22-07-2018 15:55

Afeganistão: homem-bomba mata 14 pessoas; vice-presidente sai ileso

Afeganistão: homem-bomba mata 14 pessoas; vice-presidente sai ileso