EUA: Democratas advertem Trump sobre pressão contra testemunho de Michael Cohen

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 13/01/2019 às 18:40

Foto: Jonathan Ernst/Reuters

Três parlamentares do Partido Democrata que lideram influentes comitês da Câmara advertiram o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a não obstruir seus esforços para questionar seu ex-advogado pessoal, Michael Cohen.

A iniciativa acontece depois de uma entrevista de Trump ao canal Fox News, na qual ele levanta supostos problemas legais envolvendo um parente de Cohen, e critica a honestidade do advogado e seus problemas com a Justiça.

Em sua mensagem para Trump, os presidentes dos comitês de Inteligência, Poder Judiciário e Supervisão dizem: "As leis de nossa nação proíbem esforços para desencorajar, intimidar ou de qualquer forma pressionar uma testemunha a não prestar depoimento ao Congresso".

O testemunho de Cohen, marcado para 7 de fevereiro, pode servir de impulso para a intenção dos Democratas de investigarem mais profundamente as ações de Trump, seus conflitos de interesse e seus laços com a Rússia. Fonte: Associated Press.



Relacionados

Mundo | 17-01-2019 21:30

Itamaraty diz que governo de Maduro representa o 'crime organizado' na Venezuela

Itamaraty diz que governo de Maduro representa o 'crime organizado' na Venezuela

Mundo | 17-01-2019 16:10

Explosão na Colômbia deixa mortos e feridos; autoridades suspeitam de atentado

Explosão na Colômbia deixa mortos e feridos; autoridades suspeitam de atentado

Mundo | 17-01-2019 14:55

É 'questão de tempo' até conseguirmos construir muro na fronteira, diz Trump

É 'questão de tempo' até conseguirmos construir muro na fronteira, diz Trump

Mundo | 17-01-2019 14:15

EUA cogitam criar sensores antimísseis no espaço

EUA cogitam criar sensores antimísseis no espaço

PUBLICIDADE