EUA: Trump não está disposto a ceder na construção do muro, conta senador

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 13/01/2019 às 18:50

Foto: Agência Brasil

Uma senadora Republicana próximo ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, diz que o governante não dá sinais de ceder em seu plano de construir um muro ao longo da fronteira com o México, questão que causa uma paralisação parcial do governo que dura quatro semanas.

O senador Lindsey Graham diz que encorajou Trump, durante uma conversa telefônica neste domingo, a reabrir o governo por algumas semanas para tentar negociar um acordo com os democratas que quebrasse o impasse. Mas o parlamentar disse que Trump quer um acordo primeiro.

A líder Democrata na Câmara, Nancy Pelosi, também insistiu que Trump acabe com a paralisação antes que qualquer negociação ocorra.

"Eu tentei ver se poderíamos abrir o governo por um período limitado de tempo para negociar um acordo", disse Graham. O senador ressalta que Pelosi não concordaria com o financiamento do muro mesmo com a reabertura do governo. "O que ele deveria fazer? Apenas desista. Ele não vai ceder", disse Graham.

A avaliação de Graham sugere que a paralisação poderia durar mais algumas semanas, se não meses, causando mais prejuízos financeiros aos 800 mil trabalhadores federais que estão ociosos ou obrigados a trabalhar sem remuneração. Fonte: Associated Press.



Relacionados

Mundo | 23-03-2019 13:30

Coletes amarelos protestam em Paris e enfrentam esquema de segurança reforçado

Coletes amarelos protestam em Paris e enfrentam esquema de segurança reforçado

Mundo | 23-03-2019 12:30

Atritos vêm daqueles que não querem largar a velha política, diz Bolsonaro

Atritos vêm daqueles que não querem largar a velha política, diz Bolsonaro

Mundo | 23-03-2019 10:40

Almoço que será oferecido por Piñera a Bolsonaro é preparado para 140 convidados

Almoço que será oferecido por Piñera a Bolsonaro é preparado para 140 convidados

Mundo | 23-03-2019 10:25

Democratas pressionam procurador geral dos EUA a divulgar relatório de Mueller

Democratas pressionam procurador geral dos EUA a divulgar relatório de Mueller