Mortos em naufrágio nos EUA chegam a 25

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 04/09/2019 às 06:21

A Guarda Costeira americana informou ontem que 20 corpos foram retirados do mar após o incêndio e naufrágio de um barco de mergulho na Califórnia, na segunda-feira, enquanto outras cinco vítimas foram localizadas, mas permanecem presas na embarcação. Autoridades disseram ainda que não acreditam que haja sobreviventes entre as nove pessoas que ainda estão desaparecidas.

Segundo o xerife do Condado de Santa Barbara, Bill Brown, as 20 vítimas - 11 mulheres e 9 homens - foram encaminhadas ao legista. "Hoje, iniciamos o processo de mapeamento de perfis de DNA das 20 pessoas que recuperamos até agora para que possam ser comparadas com as amostras das famílias", disse Brown, acrescentando que o barco não tinha todos os nomes dos passageiros.

Ao todo, 39 pessoas estavam no barco Conception, de 23 metros de comprimento, que naufragou quando os bombeiros tentavam apagar o fogo. Ele agora está a 20 metros de profundidade, perto da Ilha de Santa Cruz, em frente a Santa Barbara, seu porto de origem.

A comandante da Guarda Costeira de Los Angeles, Monica Rochester, disse que as equipes de resgate supõem que nenhum dos passageiros restantes sobreviveu. Por isso, os trabalhos serão concentrados em recuperar corpos. "É difícil tomar esta decisão, sabemos que é um momento difícil para parentes e amigos das vítimas", disse.

Um centro de apoio foi criado em Santa Barbara para as famílias das vítimas do pior desastre do tipo na região. A comunidade local também criou um memorial no porto com flores, velas e mensagens. Entre as vítimas estão dois alunos da Pacific Collegiate School - que tem estudantes com idades entre 7 e 12 anos - e seus pais, segundo a imprensa local.

O barco fazia um passeio de mergulho pelas ilhas quando o incêndio começou. Cinco membros da tripulação estavam acordados e, do convés, pularam no mar. Segundo Rochester, os sobreviventes serão interrogados para determinar o que pode ter causado o fogo.

Eles foram recolhidos por um barco de turismo. Os 33 passageiros e 1 tripulante, que estavam dormindo na parte interna do barco na hora do incidente, não conseguiram escapar. Ainda não há nenhuma hipótese sobre a causa do incêndio. "Os barcos têm detector de incêndio e sistemas de extinção, tanto móveis quanto fixos", disse Rochester sobre uma chamada de emergência proveniente da embarcação na qual um segurança em terra perguntava por esses sistemas de segurança.

A Guarda Costeira recebeu um telefonema de socorro às 3h15 locais (8h15 em Brasília) - uma hora antes do horário que os passageiros deveriam ser despertados para o último dia de mergulho - e enviou equipes rapidamente ao local, mas a embarcação afundou enquanto tentavam apagar as chamas.

"Mayday!! Mayday!! Não posso respirar", disse um dos tripulantes na chamada de emergência, cuja gravação entrecortada foi divulgada ontem por várias TVs. "Não há nenhum tipo de equipamento contra incêndios a bordo? Nenhum extintor?", perguntou a pessoa que recebeu o pedido de socorro, sem receber uma resposta audível.

De acordo com Rochester, quando a chamada foi feita, o barco já estava completamente tomado pelas chamas. As autoridades disseram que não têm motivos para suspeitar de um ato criminoso, mas também não descartaram essa possibilidade.

Segundo o site da companhia de mergulho Truth Aquatics, proprietária do barco, o Conception deixou Santa Barbara na manhã de sábado para uma excursão de mergulho nas ilhas vizinhas, uma área extremamente turística. Ele deveria retornar ao porto de origem na segunda-feira à tarde, feriado do Dia do Trabalho nos EUA. ( Com agências internacionais)



Relacionados

Mundo | 17-11-2019 07:29

Após confrontos, Evo condena repressão e pede fim do 'massacre'

Após confrontos, Evo condena repressão e pede fim do 'massacre'

Mundo | 16-11-2019 08:25

Chile terá em 2020 plebiscito sobre nova Constituição

Chile terá em 2020 plebiscito sobre nova Constituição

Mundo | 16-11-2019 08:20

Confronto entre cocaleiros pró-Evo e policiais deixa 5 mortos na Bolívia

Confronto entre cocaleiros pró-Evo e policiais deixa 5 mortos na Bolívia

Mundo | 16-11-2019 08:05

França: Polícia usa gás para conter protestos de coletes amarelos

França: Polícia usa gás para conter protestos de coletes amarelos

PUBLICIDADE