Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel
Londrina
Cascavel

Oposição da Venezuela desafia Maduro e nomeia 13 novos juízes para o Supremo

21/07/17 às 21:00 - Escrito por Estadão Conteúdo

O Congresso controlado pela oposição da Venezuela nomeou hoje 13 novos juízes para a Suprema Corte, como substitutos para os juízes pró-governo, em uma ofensiva para minar o plano do governo de Nicolás Maduro de ter uma assembleia especial para reescrever a constituição.

Momentos após as nomeações, o mais alto juiz da câmara constitucional, Juan José Mendoza, acusou os congressistas de traição e pediu para que a polícia tomasse "ação coercitiva".

"A Justiça dará conta de quaisquer usurpadores", disse Diosdado Cabello, aliado de Maduro e vice-presidente do Partido Socialista.

Mais cedo, a câmara constitucional da corte disse que tal movimento da oposição seria um crime e uma usurpação de seus poderes.

O movimento dos adversários de Maduro foi a mais recente de uma série de ações para desafiar o governo e conquistar apoio internacional. Eles dizem que têm a maioria de dois terços do Congresso necessária para nomear os novos juízes, como estabelecido na constituição que o governo quer alterar.

"A Venezuela terá juízes que não recebem ordens de qualquer um, os juízes vão servir à Justiça e não são empregados do presidente", disse o oposicionista Carlos Berrizbeitia.

Um dos juristas que foram nomeados hoje, Alejandro Rebolledo, disse a repórteres que os novos juízes não seriam intimidados. "O que a Venezuela quer são juízes que tenham coragem e firmeza", disse Rebolledo quando questionado sobre a possibilidade de ir para a cadeia. Fonte: Associated Press.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá