Papa agradece aos bombeiros que salvaram a catedral de Notre-Dame

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 17/04/2019 às 10:05

O papa Francisco expressou nesta quarta-feira, 17, seu agradecimento aos bombeiros que arriscaram suas vidas para salvar a catedral de Notre-Dame, em Paris, em nome de toda a Igreja Católica. "A gratidão de toda a Igreja vai para os que fizeram tudo o que podiam, até arriscando suas vidas, para salvar a catedral", afirmou o pontífice durante a audiência semanal com milhares de fiéis na praça de São Pedro.

"Que a Virgem Maria abençoe e apoie o trabalho de reconstrução. Que isso possa ser uma obra coral, para o louvor e glória de Deus", acrescentou Francisco.

O papa também expressou "sua grande afeição" e sua "proximidade" com a comunidade diocesana, todos os parisienses e toda a população francesa após o incêndio. "Eu estou muito triste e me sinto muito próximo de todos vocês", disse o sumo pontífice.

Na terça-feira, 16, o papa já havia conversado por telefone com o presidente francês, Emmanuel Macron, sobre o incêndio que devastou Notre-Dame. Em um telegrama enviado ao arcebispo de Paris, monsenhor Michel Aupetit, Francisco desejou "a mobilização de todos" para reconstruir esta "joia arquitetônica de uma memória coletiva", que segundo ele, pertence ao "patrimônio arquitetônico e espiritual de Paris, da França e da humanidade". (Com agências internacionais).



Relacionados

Mundo | 23-04-2019 21:46

Maduro diz que segue no comando e que "golpe fracassado" foi "comédia"

Maduro diz que segue no comando e que "golpe fracassado" foi "comédia"

Mundo | 23-04-2019 17:00

Arábia Saudita executa 37 pessoas acusadas de terrorismo

Arábia Saudita executa 37 pessoas acusadas de terrorismo

Mundo | 23-04-2019 10:10

Trump vai ao Reino Unido e à França em junho para encontro com May e Macron

Trump vai ao Reino Unido e à França em junho para encontro com May e Macron

Colombo | 23-04-2019 10:10

Sri Lanka limita direitos individuais e atribui ataque a grupo radical islâmico

Sri Lanka limita direitos individuais e atribui ataque a grupo radical islâmico