Trump foi "bastante corajoso" ao se retirar do acordo de Paris, diz Pruitt

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 02/06/2017 às 15:45

Foto Juan Tena – SIG

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tomou uma decisão "bastante corajosa" ao se retirar do Acordo do Clima de Paris, afirmou hoje o diretor da agência de Proteção ao Ambiente (EPA), Scott Pruitt.

Em coletiva de imprensa um dia após o republicano anunciar a saída da maior economia do mundo do acordo, Pruitt se negou a responder se o presidente continua cético quanto a ameaça representada pelas mudanças climáticas. Ao invés disso, o diretor da EPA insistiu que o único ponto discutido era se o acordo "colocava os EUA em desvantagem econômica". A conclusão, nesse caso, era positiva.

Pruitt, que também é conhecido por adotar posturas céticas quanto às mudanças climáticas, admitiu que mudanças climáticas estão ocorrendo e que a humanidade contribui com o processo, mas ponderou que a medição desses efeitos e da responsabilidade da atividade econômica é "difícil". Ele também defendeu que os EUA já fazem muitos esforços para reduzir suas próprias emissões e que uma renegociação de Paris é necessária. (Marcelo Osakabe)



Relacionados

Mundo | 16-02-2019 17:15

Líder do Hezbollah critica Trump sobre combate contra Estado Islâmico na Síria

Líder do Hezbollah critica Trump sobre combate contra Estado Islâmico na Síria

Mundo | 16-02-2019 16:45

EUA enviam à Colômbia ajuda humanitária destinada à Venezuela

EUA enviam à Colômbia ajuda humanitária destinada à Venezuela

Mundo | 16-02-2019 15:30

Vaticano expulsa ex-cardeal Theodore McCarrick, acusado de abusos sexuais

Vaticano expulsa ex-cardeal Theodore McCarrick, acusado de abusos sexuais

Mundo | 16-02-2019 13:15

EUA cobram que UE reconheça Guaidó como presidente da Venezuela

EUA cobram que UE reconheça Guaidó como presidente da Venezuela

PUBLICIDADE