Trump visita Texas e Louisiana e oferece apoio a vítimas do furacão Harvey

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 03/09/2017 às 07:54

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visitou os Estados norte-americanos do Texas e da Louisiana neste sábado. Foi a segunda visita de Trump à Costa do Golfo devastada pelo furacão Harvey, que posteriormente se transformou em tempestade. Enquanto isso, os trabalhos de resgate continuavam em meio às águas que ainda subiam em algumas áreas atingidas por enchentes na região.

O presidente e a primeira-dama, Melania Trump, conheceram sobreviventes e voluntários em Houston. Os dois se juntaram ao governador do Texas, Greg Abbott, no centro de convenções da NRG, que tem sido um dos principais refúgios para desabrigados de Houston. No local, o presidente posou para fotos, saudou as vítimas e falou com as crianças que brincavam no local.

"A mensagem é que as coisas estão funcionando bem", disse Trump, no Texas, se referindo aos trabalhos de buscas e auxílio à população atingida pelo furacão. "Realmente, acho que as pessoas dão valor ao que foi feito. Isso foi feito de forma muito eficiente, muito boa, e é isso que queremos. Estamos muito felizes com a maneira como tudo está transcorrendo. Há muito amor." Trump também distribuiu comida e kits de emergência e parou em uma rua que até recentemente estava submersa.

Na Louisiana, Trump encontrou equipes de emergência e voluntários que ajudaram nas buscas após o furacão Harvey em Lake Charles e agradeceu a eles por seus esforços. O governador da Louisiana, John Bel Edwards, acompanhou Trump e Melania no encontro. O presidente voltaria a Washington ainda na noite de sábado.

A visita ocorreu um dia depois que Trump pediu ao Congresso US$ 7,9 bilhões para a primeira rodada de alívio de um desastre que matou dezenas de pessoas, deslocou milhares de suas residências, inundou casas e exigiu um grande esforço de resgate. Abbott disse que o Texas pode precisar de mais de US$ 125 bilhões em ajuda.

A Casa Branca disse neste sábado que ofereceria assistência adicional contra desastres ao Texas para remoção de detritos e medidas de proteção de emergência. Trump autorizou o aumento do compartilhamento de custos para 90% de financiamento federal para remoção de detritos e 100% de financiamento federal para medidas de proteção de emergência. A declaração original de desastre de Trump em 25 de agosto permitia participação federal de 75% no compartilhamento de custos.

O furacão Harvey, que atingiu os EUA na semana passada, teve o pior efeito para as comunidades ao longo da costa do Texas com seus ventos fortes e chuvas recordes. Mais de 45 pessoas morreram devido à tempestade, segundo autoridades locais. Esse número ainda pode aumentar enquanto se aguarda a investigação de outras mortes. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.



Relacionados

Mundo | 16-07-2018 13:20

A realeza, o papa e agora Trump: Putin faz todo mundo esperar

A realeza, o papa e agora Trump: Putin faz todo mundo esperar

Mundo | 16-07-2018 08:35

Opositores russos preveem aumento de repressão estatal após a Copa

Opositores russos preveem aumento de repressão estatal após a Copa

Mundo | 16-07-2018 08:30

Temos grandes oportunidades na relação com a Rússia, diz Trump

Temos grandes oportunidades na relação com a Rússia, diz Trump

Mundo | 15-07-2018 17:20

Espanha: Marinha resgata pelo menos 479 migrantes, entre eles 100 crianças

Espanha: Marinha resgata pelo menos 479 migrantes, entre eles 100 crianças