Alep deve votar na próxima semana projeto de aferição da temperatura

Da Redação
Paraná | Publicado em 22/05/2020 às 21:10

A Assembleia Legislativa do Paraná quer tornar obrigatória a aferição da temperatura corporal em repartições públicas e estabelecimentos de uso coletivo enquanto durar a pandemia causada pelo coronavírus no Estado.

O projeto de lei foi apresentado pelo deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PSB) na última segunda-feira (18) e deve entrar na pauta de votação na próxima semana. De acordo com o Conselho Federal de Farmácia, o termômetro infravermelho ou por imagem pode ser facilmente higienizado, além de trazer o resultado de forma rápida.

A cidade de Ibaiti, no Norte Pioneiro, já adotou essas medidas que podem servir de modelo para o Estado. Imagens de drone flagradas por Carlos Zapata, do Informativo a Voz de Ibaiti, mostram as barreiras sanitárias.

Ninguém entra na cidade sem passar pela aferição de temperatura, sendo que enfermeiros e agentes da vigilância sanitária montaram postos de triagem. O município tem dez entradas e saídas ao longo da BR-153. e algumas foram fechadas. Permanecem abertas apenas as entradas das extremas norte e sul e com as barreiras. Ibaiti tem dois casos confirmados de coronavirus, mas os pacientes já se recuperaram da doença. Assista! 



Relacionados

Curitiba | 28-05-2020 16:48

Sesa orienta municípios para intensificação de estratégias da vacinação contra a gripe

Sesa orienta municípios para intensificação de estratégias da vacinação contra a gripe

Londrina | 28-05-2020 16:45

Taxa de manutenção dos cemitérios de Londrina vence na próxima semana

Taxa de manutenção dos cemitérios de Londrina vence na próxima semana

Londrina | 28-05-2020 14:53

Prefeitura de Londrina vai identificar servidores que receberam auxílio emergencial

Prefeitura de Londrina vai identificar servidores que receberam auxílio emergencial

Curitiba | 28-05-2020 14:52

Laboratórios e Farmácias devem comunicar em tempo real resultados de exames à Secretarias de Saúde

Laboratórios e Farmácias devem comunicar em tempo real resultados de exames à Secretarias de Saúde