Após cinco anos em queda, Londrina termina 2019 com saldo positivo de empregos

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 27/01/2020 às 16:42

Imagem: reprodução

Pela primeira vez em cinco anos, Londrina terminou 2019 com saldo positivo na geração de empregos. Foram criadas 213 vagas; 70.682 admissões e 70.469 demissões. No setor de serviços foram 35.087 contratações e no comércio 20.592 - as duas áreas que mais contrataram. Só em dezembro foram 4.126 admissões e 5.677 demissões.

O Paraná encerrou 2019 como um dos quatro estados que mais geraram emprego no país, com saldo de 51.441 vagas abertas.

Esse é o melhor índice dos últimos seis anos para o estado e representa crescimento de 24,28% em relação a 2018, que teve 41.391 novos empregos. O Paraná também fechou o ano com o quarto maior estoque de carteiras assinadas do país, com 2.655.253 de pessoas empregadas.

Os segmentos que mais contrataram no estado foram o setor de serviços (saldo de 32.311 novas vagas), comércio (13.610), construção civil (6.036) e indústria (1.462).

Entre os subsetores, os que mais se destacaram foram o comércio e administração de imóveis (19.340), serviços de alojamento, alimentação e manutenção (5.120) e serviços médicos, odontológicos e veterinários (4.074). Na indústria, os destaques foram para a metal-mecânica, metalurgia e alimentícia.

A matéria completa você confere no Jornal Tarobá 2ª Edição desta segunda-feira (27). 

Com informações de AEN



Relacionados

Araucária | 19-02-2020 13:37

Paraná confirma mais 30 mortes de macacos por febre amarela

Paraná confirma mais 30 mortes de macacos por febre amarela

Londrina | 19-02-2020 13:25

Caminhoneiros se mobilizam contra revisão da tabela de fretes

Caminhoneiros se mobilizam contra revisão da tabela de fretes

Guaratuba | 19-02-2020 10:19

Tubarão Azul encalha e morre em praia de Guaratuba

Tubarão Azul encalha e morre em praia de Guaratuba

Curitiba | 19-02-2020 09:18

Câmara Municipal de Curitiba devolve cerca de R$ 28 milhões aos cofres públicos

Câmara Municipal de Curitiba devolve cerca de R$ 28 milhões aos cofres públicos

PUBLICIDADE