Após tragédia, dez praças são interditadas em Cascavel

Fernanda Vieira Marques
Paraná | Publicado em 13/06/2017 às 11:09

Depois da queda de um muro que resultou na morte do menino João Vitor de 9 anos no último domingo (11), na região do Bairro Floresta, uma comissão nomeada pela Prefeitura interditou outras dez praças que estão com obras inacabadas ou consideradas de risco.

Uma equipe da Delegacia de Homicídios e da Criminalística esteve no local da morte para avaliar o caso, assim como um profissional de Engenharia.

As praças, chamadas centros de convivência, devem continuar assim até que se faça um laudo sobre a estrutura delas. Uma vistoria realizada por uma comissão de secretários do município avalia se os paredões oferecem riscos a quem frequenta esses espaços.

No caso do Bairro Floresta, moradores disseram que já tinham comunicado a prefeitura sobre o risco do muro, porque muitas crianças utilizam o espaço para brincar. Parte da estrutura já havia caído no ano passado.




Relacionados

Paraná | 22-05-2018 13:42

Após denúncia da Tarobá coleta de lixo reciclável aumentou em Cascavel

Após denúncia da Tarobá coleta de lixo reciclável aumentou em Cascavel

Paraná | 22-05-2018 13:34

Ex-prefeito de Presidente Castelo Branco deve restituir R$ 570 mil ao cofre municipal

Ex-prefeito de Presidente Castelo Branco deve restituir R$ 570 mil ao cofre municipal

Paraná | 22-05-2018 13:24

Manifestantes tentam impedir passagem de caminhão e motorista ameaça com facão

Manifestantes tentam impedir passagem de caminhão e motorista ameaça com facão

Paraná | 22-05-2018 12:30

Itaipu terá passeio para empregados e ciclistas da comunidade nos últimos domingos de cada mês

Itaipu terá passeio para empregados e ciclistas da comunidade nos últimos domingos de cada mês