Bar que registrou aglomeração e briga será autuado, garante Secretaria da Fazenda

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 25/05/2020 às 16:25

O Bar de Foz do Iguaçu que registrou aglomeração de pessoas vai ser autuado e pode ser interditado. A informação foi confirmada à Rádio Cultura pelo representante da Secretaria da Fazenda, Nilton Zamboto. Além de aglomeração, vídeos que circulam na internet, mostraram uma briga entre os clientes.

De acordo com o servidor da Fazenda, a decisão será tomada ainda nesta segunda-feira, 25. “O bar será autuado e possivelmente interditado” ressaltou Zamboto. Segundo ele, fiscais estiveram no bar na sexta-feira, 23, e sábado, 24, e agora os relatórios serão analisados para definir as sanções que serão aplicadas ao estabelecimento.

Ainda segundo Zamboto, os fiscais estiveram no bar na sexta-feira, por volta das 23h. Mas foram ameaçados pelos próprios clientes. Para evitar confronto, eles se retiraram do local. “Quando os fiscais se aproximaram, tiraram fotos, eles foram abordados pelos frequentadores, que passaram a intimidá-los, e nossa orientação é para que os fiscais não entrem em confronto, então eles registraram a situação, e agora as medidas serão tomadas” ressaltou.

Alteração do decreto

Há uma possibilidade de que o decreto seja alterado estabelecendo que bares possam funcionar apenas até a meia-noite. Porém, essa mudança ainda não foi confirmada pela prefeitura e por enquanto está sendo analisada.

Fonte: Rádio Cultura Foz



Relacionados

Londrina | 06-07-2020 15:35

Novos estudos sobre ivermectina causam onda de fake news

Novos estudos sobre ivermectina causam onda de fake news

Paraná | 06-07-2020 15:05

Comunidades recebem máscaras da Celepar para atuação voluntária

Comunidades recebem máscaras da Celepar para atuação voluntária

Paraná | 06-07-2020 14:49

Veja como foram os protestos de comerciantes em Rolândia, Cambé e Bela Vista

Veja como foram os protestos de comerciantes em Rolândia, Cambé e Bela Vista

Paraná | 06-07-2020 14:11

Faciap se manifesta contra medidas restritivas decretadas pelo governo do Estado

Faciap se manifesta contra medidas restritivas decretadas pelo governo do Estado