Morre mãe de homem que matou farmacêutico

Liliane Dias
Paraná | Publicado em 15/07/2017 às 09:38

Morreu na madrugada de sexta-feira (14), na Santa Casa de Cianorte, Armelinda Gimenez Natel, 52 anos. Ela era mãe de Marcelo Gimenez Natel, 29 anos, acusado de matar o farmacêutico Anderson Rodrigo Anibal, 29, porque ele não teria vendido um medicamento controlado, sem receita médica.

Armelinda foi atingida na nuca por um tiro de raspão, depois que tentou impedir o filho de sair armado para matar o farmacêutico.

O crime aconteceu no fim da tarde de quarta-feira (12) e desde então ela estava internada em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa.

Marcelo continua foragido.

Na sexta-feira, a polícia encontrou em um sítio onde ele morava, a motocicleta utilizada para a fuga e arma usada no crime, uma espingarda calibre 24 municiada.

Qualquer informação sobre o paradeiro de Marcelo pode ser repassada para a polícia pelo telefone 190. Não é preciso se identificar.



Relacionados

Cascavel | 06-10-2018 17:41

Jovem se fere fazendo trilha de moto no Santa Felicidade

Jovem se fere fazendo trilha de moto no Santa Felicidade

Cascavel | 06-10-2018 15:43

Mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade na matrícula dos filhos

Mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade na matrícula dos filhos

Cascavel | 06-10-2018 14:27

Intervenção militar é realizada nos pedágios do Paraná

Intervenção militar é realizada nos pedágios do Paraná

Londrina | 06-10-2018 10:04

Previsão em Londrina é de chuva para este sábado e domingo

Previsão em Londrina é de chuva para este sábado e domingo

PUBLICIDADE