Linha 4

Publicidade

MP entra com pedido para suspender vacinação de forças de segurança

Da Redação

O Ministério Público Federal e o Ministério Público do Estado do Paraná ajuizaram ação civil pública, com pedido de tutela de urgência, contra a União e o Estado do Paraná com a intenção de garantir o respeito à prioridade de vacinação definidas no Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19.

O pedido foi realizado nesta terça-feira (6) a fim que se cumpra as prioridades e que a vacinação de forças de segurança seja suspensa até que idosos e pessoas com deficiência sejam imunizados por completo. A medida visa continuar seguindo os critérios científicos e técnicos estabelecidos por organizações e entidades reconhecidas na área da saúde.

A ação também pede para que se intensifique a fiscalização das vacinações, garantindo que as prioridades sejam respeitadas em relação a outras categorias como forças policiais, membros das Forças Armadas e professores do ensino público e privado, entre outras.

O pedido ainda será analisado e não há definição sobre a suspensão ou não da vacinação dessas categorias até o momento.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade