Linha 4

Publicidade

Paraná participa de debate sobre ODS realizado pela OCDE na Alemanha

Redação Tarobá News

O Paraná é o único representante brasileiro em uma iniciativa que auxiliará alguns governos a atingirem os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 de maneira mais rápida. Nesta semana, dois representantes do Estado participaram, em Bonn, na Alemanha, da 2ª Mesa Redonda da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e do workshop com os pilotos do programa Abordagem Territorial.

O Paraná foi representado por Luís Paulo Mascarenhas, da Superintendência de Tecnologia e Ensino Superior, e Adriana Domingos, da 3ª inspetoria do Tribunal de Contas do Estado. Ambos são parceiros do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social (Cedes). A secretária-executiva adjunta da Secretaria de Governo da Presidência da República, Natasha Torres Gil Nunes, também acompanhou as discussões.

Mascarenhas disse que a troca de experiências ajuda o Estado a alinhar ainda mais a sua estrutura e os 399 municípios em torno do desenvolvimento sustentável. “Os dois dias de congresso mostraram que o Paraná está alinhado com as principais ações internacionais nessa área. Estamos em uma situação de destaque dentro da Agenda 2030 porque os ODS estão sendo aplicados no Estado de forma efetiva e dinâmica”, afirmou.

Ele citou, nas discussões, a internalização de acordos com representantes da sociedade civil e órgãos do Judiciário, o lançamento de um site colaborativo de boas práticas, o compromisso de adoção das ODS no Plano Plurianual (PPA) e o lançamento de uma plataforma para compilar e acompanhar indicadores sociais.

“As ações desenvolvidas no Estado se equiparam com as ações das outras regiões-piloto. Além disso, algumas dificuldades levantadas pelos pesquisadores apontam para demandas comuns, guardadas as devidas excepcionalidades regionais. Há preocupação, por exemplo, na parte climática e no fim das desigualdades”, complementou Mascarenhas. “O que tiramos dessa experiência é que o Paraná tem atuado como protagonista nesse processo”.

AEN

COMENTÁRIOS

Publicidade