Paraná reduz roubos de celulares pelo terceiro ano seguido

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 13/09/2019 às 15:52

Os roubos e furtos de celulares no Estado estão diminuindo ano após ano. De acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública no Paraná, na comparação do primeiro semestre de 2019 com o mesmo período de 2017, houve queda de 23% nos casos de furtos e de 53% de roubos. No comparativo entre os primeiros seis meses de 2017 e de 2018 os números também caíram – foram 16,9% menos furtos e 43,8% menos roubos.

No primeiro semestre de 2019 a polícia registrou 9.242 furtos e 6.781 roubos de aparelhos celulares no Paraná, contra 12.016 e 14.422, respectivamente, em 2017. Em relação aos seis primeiros meses de 2018 e 2019, os furtos caíram 7,5% (de 9.242 para 9.983) e os roubos 16,3% (de 8.087 para 6.781).

“Os serviços preventivo e ostensivo têm surtido efeito. A presença mais efetiva dos policiais nas ruas, e em horários específicos, tem coibido este tipo de crime. Por outro lado, a investigação de crimes tem levado à prisão pessoas que poderiam cometer roubos e furtos, também contribuindo para redução dos índices”, ressalta o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

ORIENTAÇÕES – Os números podem cair ainda mais com a adoção de medidas simples pela população. O porta-voz da Polícia Militar, o tenente-coronel Waldick Alan de Almeida Garrett, orienta que é preciso tomar algumas precauções, principalmente em locais de grande aglomeração de pessoas, como o transporte coletivo.

“O celular é pequeno e pode ser facilmente furtado. O aparelho deve estar sempre em contato direto com a pessoa e em local não visível. Se optar por colocá-lo nos bolsos, que sejam os frontais, e se a opção for por carregá-lo dentro da bolsa, que ela esteja à frente do corpo e ao alcance das mãos”.

O tenente-coronel reforça que é preciso ter mais atenção nas saídas de colégios e universidades, pontos de ônibus e mesmo ao andar nas ruas. “As pessoas têm o hábito de andar pelas calçadas ouvindo música ou manipulando o celular para ver mensagens ou conversar. Neste momento ficam vulneráveis e se tornam alvos”. Em locais afastados, em que a pessoa esteja sozinha, a orientação é evitar usar o aparelho.

Foto: AEN



Relacionados

Curitiba | 05-06-2020 20:07

Estudo mostra que rodovias podem ser disseminação do vírus

Estudo mostra que rodovias podem ser disseminação do vírus

Londrina | 05-06-2020 17:25

Promotora Susana de Lacerda comenta atuação do MP durante a pandemia

Promotora Susana de Lacerda comenta atuação do MP durante a pandemia

Maringá | 05-06-2020 17:20

Viralizou: morador de rua usa carrinho de supermercado para descer a rua

Viralizou: morador de rua usa carrinho de supermercado para descer a rua

Londrina | 05-06-2020 17:15

Dia Mundial do Meio Ambiente: as riquezas e os desafios de Londrina

Dia Mundial do Meio Ambiente: as riquezas e os desafios de Londrina