Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel
Londrina
Cascavel

PDI retoma investimento para gerenciamento e monitoramento do tráfego

13/12/17 às 16:37 - Escrito por Redação Tarobá News
Foto Assessoria -

O sistema que fará o monitoramento e gerenciamento de tráfego nas principais vias de Cascavel que integram o PDI (Programa de Desenvolvimento Integrado), na região central da de Cascavel incluindo as avenidas Brasil, Barão do Rio Branco e Tancredo Neves, que também serão corredores do transporte coletivo quando as obras forem finalizadas foi apresentado na nesta quarta-feira (13). Nesta manhã, o secretário de Planejamento, Fernando Dillenburg, e o representante da Dataprom, Reginaldo Oliveira, confirmaram a assinatura do aditivo que retoma a proposta inicial do projeto apresentado pela empresa para gerenciamento e controle do trânsito dentro do PDI.

Fernando Dillenburg explicou que o trabalho que está sendo contratado com o aditivo assinado com a Dataprom estava incluído no primeiro projeto apresentado ao Município e por uma decisão administrativa da gestão anterior foi eliminado. "Hoje, temos reclamação grande e recorrendo sobre o funcionamento dos semáforos", pontuou o secretário, afirmando que "vamos investir para solucionar este problema e melhorar a qualidade de vida das pessoas com o ganho de tempo no trânsito que se tornará mais seguro".

Atualmente, o equipamento que é utilizado para o gerenciamento dos semáforos, segundo Dillenburg, é eficiente, porém, não comporta o aumento do número de equipamentos promovido pelo PDI e pelo crescimento natural da cidade. O novo equipamento, continuou o secretário,  "tem uma capacidade quase ilimitada e, na medida em que houver necessidade, o Departamento de Engenharia de Tráfego da Cettrans, poderá alimentar no programa e reverter estes benefícios para qualquer ponto da cidade".

De acordo com o secretário, "este é um trabalho de engenharia" e os estudos serão realizados de forma "real e no campo". "Este é um trabalho que não vai funcionar a partir de amanhã. Os estudos precisam considerar o fluxo do transporte escolar para se ter um espelho real e todos os movimentos do tráfego na cidade sejam medidos", disse o secretário, afirmando que "o resultado final será muito positivo e significativo para o cotidiano da cidade".

Reginaldo Oliveira explicou que com o novo contrato, será feita completa atualização do software (programa) e do hardware (equipamentos), além da ampliação dos sensores e equipamentos espalhados pela cidade e um completo estudo de engenharia de trânsito para determinar as melhores condições para que o trânsito flua com eficiência e segurança. "Vamos fazer a contagem de tráfego e classificação veicular para gerar simulações de fluxo e plano de tráfego. É um projeto diferenciado em termos de Brasil e até internacional porque trata não apenas da fluidez veicular, mas trata com atenção especial o transporte coletivo e pessoas que têm mobilidade limitada", detalhou Oliveira, explicando que "um sensor instalado nos semáforos vai identificar o pedestre com mobilidade reduzida, ampliando o tempo de travessia e quando foi um deficiente visual vai disparar um sinal sonoro para que este pedestre realize sua travessia com total segurança".

O novo programa vai contar com câmeras para filmar 24 horas o fluxo de carros nas principais vias da cidade, classificando o tráfego.

Assessoria

© Copyright 2022 Grupo Tarobá