Linha 4

Publicidade

Ratinho Junior decreta lockdown dos serviços não essenciais em todo o Paraná

Murilo Pajolla

Geraldo Bubniak/AEN

O governador Ratinho Junior (PSD) anunciou na manhã desta sexta-feira (26) uma série de medidas de combate à pandemia, entre elas o fechamento de todas as atividades não essenciais nos 399 municípios paranaenses. 

Bares, restaurantes, academias, comércio de rua, shoppings, galerias e outros segmentos deverão encerrar as atividades presenciais partir de sábado (27). O atendimento será permitido por meio de entrega, drive-thru e retirada. As medidas são válidas até 8 de março, com possibilidade de prorrogação. 

LEIA MAIS:

- Londrina vai aderir a medidas restritivas a decretadas pelo governo estadual

- Governador suspende volta às aulas presenciais

- Assista na íntegra ao anúncio das medidas restritivas contra o coronavírus 

"O comércio vai infelizmente sofrer mais do que outros setores, mas isso é estratégico para o nosso estado para que a gente não entre em colapso", afirmou o governador. 

As aulas presenciais das redes pública e privadas estão suspensas. O toque de recolher e a proibição de venda e consumo de bebidas alcoólicas foram ampliados e passam a valer das 20h às 5h. Atividades religiosas estão permitidas apenas com atendimento individual e cultos on-line. 

"Vamos impor multas e prisão para as pessoas que fizerem festas clandestinas. Seremos extremamente rígidos", disse Ratinho Junior.  

Confira todas as medidas restritivas anunciadas nesta sexta-feira (26):


SUSPENSÃO DO FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS E ATIVIDADES NÃO ESSENCIAIS;

RESTRIÇÃO de circulação em espaços e vias públicas, das 20h às 05h;

PROIBIÇÃO de comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo no período das 20h às 05h;

SUSPENSÃO DAS AULAS presenciais em escolas estaduais públicas e privadas, inclusive nas entidades conveniadas com o Estado do Paraná, cursos técnicos e em universidades públicas e privadas;

ADEQUAÇÃO DO EXPEDIENTE dos trabalhadores aos horários de proibição provisória de circulação definidos neste Decreto;

ATIVIDADES RELIGIOSAS somente com atendimento individual ou culto on-line;

REGIME DE TELETRABALHO para Órgãos do Estado; 

PERMITIDOS Delivery, Drive-thru e Take away;

PRIORIZAÇÃO da substituição do regime de trabalho presencial para o teletrabalho, quando possível;

SUSPENSÃO DAS CIRURGIAS ELETIVAS por 30 dias para unidades públicas e privadas. O objetivo é assegurar estoque de medicamento anestésico e reduzir demanda por leitos hospitalares.


- ABERTURA DE NOVOS LEITOS

Leitos abertos ou em previsão de abertura de 22 de fevereiro a 1º de março: 99 LEITOS DE UTI E 153 LEITOS CLÍNICOS

Hospital Zona Sul de Londrina: 30 LEITOS CLÍNICOS

Hospital Zona Norte de Londrina: 20 LEITOS CLÍNICOS

Hospital do Coração de Londrina: 10 LEITOS DE UTI

Hospital Bom Jesus de Ivaiporã: 4 LEITOS DE UTI E 4 LEITOS CLÍNICOS

Hospital Regional de Ivaiporã: 10 LEITOS CLÍNICOS

Hospital Regional de Francisco Beltrão: 6 LEITOS DE UTI

Hospital São Pelizzari - Palmas: 3 LEITOS DE UTI

Hospital Cruz Vermelha - Castro: 10 LEITOS DE UTI E 25 LEITOS CLÍNICOS

Hospital Municipal - Foz do Iguaçu: 20 LEITOS DE UTI E 30 LEITOS CLÍNICOS

Hospital Metropolitano - Sarandi: 20 LEITOS DE UTI E 34 LEITOS CLÍNICOS

Hospital Santa Rita - Maringá: 5 LEITOS UTI

Hospital Municipal - Maringá: 10 LEITOS DE UTI

Hospital Municipal - Cascavel: 6 LEITOS DE UTI

Hospital Regional do Litoral - Paranaguá: 5 LEITOS DE UTI

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade