Testemunha não é encontrada e juíza adia interrogatórios do Caso Daniel

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 13/08/2019 às 15:01

Foto: Antônio Nascimento – Banda B

A ausência de uma testemunha no Fórum de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, fez a juíza Luciani Regina Martins de Paula adiar, no começo da tarde desta terça-feira (13), os interrogatórios do Caso Daniel. A testemunha em questão é jornalista de uma emissora de TV e seria ouvida antes dos sete réus. Com a ausência, os interrogatórios foram remarcados para os dias 4, 5 e 6 de setembro.

O depoimento do jornalista é um pedido da defesa da família Brittes. Com uma contradição em depoimentos prestados anteriormente, a juíza optou por ouvir a testemunha para saber como a emissora de TV teve acesso ao celular de Cristiana Brittes. A juíza Luciani Regina chegou a intimar o jornalista pela manhã, mas ele não foi encontrado.

Para o assistente de acusação, Nilton Ribeiro, a testemunha em questão é desnecessária para o processo, mas a juíza agiu bem ao adiar a audiência.O advogado de Eduardo Henrique Ribeiro da Silva, Edson Stadler, também afirmou que o adiamento foi necessário.

Com a retomada da audiência, em setembro, as primeiras a serem ouvidas serão as duas jovens que respondem em liberdade: Allana Emilly Brittes e Evellyn Brisola Perusso.

Leia matéria completa em: Banda B



Relacionados

Londrina | 15-10-2019 14:39

Prefeitos querem rodovia alternativa ao pedágio de Jataizinho

Prefeitos querem rodovia alternativa ao pedágio de Jataizinho

Ubiratã | 15-10-2019 14:09

Em medida cautelar, TCE-PR suspende nomeações de novos servidores em Ubiratã

Em medida cautelar, TCE-PR suspende nomeações de novos servidores em Ubiratã

Pato Bragado | 15-10-2019 14:07

Prefeito de Pato Bragado é multado por falhas em licitação para festas municipais

Prefeito de Pato Bragado é multado por falhas em licitação para festas municipais

Paraná | 15-10-2019 10:35

Com agosto fraco, varejo paranaense tem variação mensal de 0,17%

Com agosto fraco, varejo paranaense tem variação mensal de 0,17%

PUBLICIDADE