Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Um ano sem pedágio: Estado investe R$ 222 milhões em obras e segurança nas rodovias

25/11/22 às 17:30 - Escrito por Agência Estadual de Notícias

O Paraná completa nesta semana um ano do fim da concessão dos pedágios do antigo Anel de Integração. Desde que o atendimento às rodovias estaduais e federais voltou a ser responsabilidade do Governo do Estado e da União, o investimento está sendo intenso em programas de obras, conservação, segurança e prestação de socorro.


O governo estadual, através do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), tem garantido até 2023 a aplicação de R$ 222.425.887,78 previstos em contratos para as rodovias que eram pedagiadas. Deste montante, já foram investidos R$ 88.164.283,17, o que representa cerca de 40% do valor total.


O principal programa de conservação é o Integra Paraná, que está dividido em cinco regionais (Campos Gerais, Norte, Oeste, Leste e Noroeste), e contempla uma malha de 964,52 quilômetros das rodovias estaduais antes concedidas. O investimento total nessa linha é de R$ 119.500.889,98.


“Para todas as regiões temos contratos de dois anos, o que garante a manutenção das nossas rodovias estaduais até dezembro de 2023. Nesta licitação, também deixamos a possibilidade de rescisão contratual sem penalidade para as partes envolvidas, caso a conservação não seja mais necessária após o novo programa de concessões do governo federal”, explica o diretor-geral do DER/PR, Alexandre Castro Fernandes.


Os serviços são realizados diariamente pelo DER/PR. Os contratos garantem conservação do pavimento, incluindo remendos superficiais e profundos, reperfilagem e microrrevestimento, conservação da faixa de domínio, como controle da vegetação próxima ao pavimento, limpeza e recomposição de elementos de drenagem, limpeza e recomposição da sinalização, entre outros.


ATENDIMENTO – Outro serviço fundamental realizado pelo Governo do Paraná é a prestação de socorro através da Operação de Tráfego Rodoviário. É um investimento necessário para atendimento a todos os paranaenses e brasileiros que cruzam o Estado, com aporte de R$ 102.924.997,80. O serviço abrange guinchos, monitoramento e central de atendimento, permitindo a fluidez do tráfego e da produção e venda de produtos.


Em março, o DER/PR estruturou o Centro de Operações Integradas (COI), que é um serviço de atendimento gratuito através do telefone 0800-400-0404. Basta o usuário entrar em contato com a central, que funciona 24 horas por dia, sete dias da semana, para solicitar socorro ou mesmo informar incidentes nas rodovias.


Desde a criação do COI, já foram mais de 47 mil atendimentos de todas as naturezas. Além disso, todos os dias equipes específicas de atendimento percorrem 100% da malha, três vezes por dia, prestando auxílio e reforçando a sinalização em locais com incidentes, como baixa visibilidade na pista e engarrafamentos.


Estão disponíveis gratuitamente guinchos leves e pesados, atendimentos para pane mecânica, seca ou elétrica, problemas com pneus, desobstrução de pistas, remoção de veículos e objetos da pista. O COI também realiza o direcionamento da chamada caso o atendimento caiba a outros órgãos, como Polícias Rodoviárias, Polícia Civil, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, SAMU, DNIT e Instituto Água e Terra (IAT).


Além, disso, o DER/PR disponibiliza veículo de apoio ao Corpo de Bombeiros, e veículo-boiadeiro para atendimento com incidentes envolvendo animais soltos na pista.


HISTÓRICO – Quatorze praças de pedágio da Econorte, Viapar e Ecocataratas foram desativadas no dia 26 de novembro de 2021, às 23h59min59s. No dia seguinte, 27 de novembro de 2021, às 23h59min59s foram desativadas treze praças de pedágio das concessionárias Caminhos do Paraná, Rodonorte e Ecovia. Os contratos foram assinados em 1997, com a cobrança de pedágio tendo início no ano seguinte.


Nesse momento o governo federal conduz o processo da nova concessão. Os dois primeiros lotes já foram liberados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A expectativa do Estado do Paraná é que o novo programa de concessões rodoviárias tenha tarifas justas e um grande pacote de obras necessárias para consolidar o Paraná como hub logístico da América do Sul. A iniciativa foi discutida junto à sociedade civil e ao Poder Legislativo ao longo dos últimos anos e bateu recorde de contribuições do público interessado, o que deu origem à modelagem atual.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá